O desperdício de alimentos do setor de hortifrúti é a principal preocupação dos pontos de venda, seja ele um mercado de bairro ou um supermercado. Os prejuízos com esse descarte de alimentos é bem significativo para o orçamento do estabelecimento, tendo em vista que o setor possui produtos perecíveis, ou seja, de consumo rápido.

Aproximadamente um terço dos alimentos produzidos no mundo tem o lixo como destino. Desse número, cerca de 26 milhões de toneladas é somente no Brasil e, segundo o Banco de Alimentos, 45% desse lixo provém de hortifrútis.

Para ajudar a montar um supermercado consciente, preparamos algumas dicas que ajudarão a fazer toda a diferença no investimento do setor e a evitar perdas com alimentos perecíveis. Continue lendo!

Por que estimular o consumo consciente?

Em um cenário em que a fome ainda é um dos grandes problemas do mundo, os números apresentados podem ser reduzidos de forma significativa se houver controle tanto no momento da produção quanto na hora em que os produtos chegam nos pontos de vendas.

O ideal é que haja uma conscientização de que os alimentos que poderiam parar no lixo sejam reaproveitados, diminuindo assim seu descarte em larga escala. Dentro do empreendimento, o hortifrúti é um setor tão importante quanto a padaria, por exemplo, pois são áreas capazes de trazer o cliente diariamente para a loja e com potencial de garantir tickets médios mais robustos.

Para o gestor, entender o comportamento de consumo dos clientes e saber qual alimento tem maior ou menor rotatividade ajuda a planejar melhor a compra desses produtos e evita possíveis desperdícios.

Como evitar o desperdício de alimentos?

Para garantir que os alimentos permanecem íntegros e por mais tempo nas gôndolas, é preciso fazer um acompanhamento da rotatividade dos produtos e do controle de iluminação, de temperatura e de higiene. Além desses cuidados, listamos mais algumas dicas que precisam ser consideradas. Veja!

Fique de olho no carregamento

Quando souber que o carregamento de hortifrúti está para chegar, monte uma equipe para conferir se os alimentos estão danificados e se estão de acordo com os quesitos de quantidade, de integridade, de maturação e de higiene acertados na hora da compra. Esse trabalho ajudará sua equipe a selecionar os produtos com maior probabilidade de maturação demasiada para expor primeiro, favorecendo a saída rápida e evitando o desperdício de alimentos.

Controle a compra de produtos

Alguns alimentos são mais resistentes, outros mais sensíveis e de baixa duração. Quando não armazenados da maneira correta, esses últimos tendem a acelerar seu processo de maturação. No entanto, saber a rotatividade de cada tipo ajuda a evitar o desperdício de alimentos e de recursos do estabelecimento.

Transporte e armazene corretamente

Para garantir que os produtos cheguem até a mesa dos seus clientes com qualidade, é importante investir em bons equipamentos e preocupar-se com a temperatura ideal para cada alimento do setor. O ideal é que, ao transportar e armazenar os produtos de hortifrúti, a temperatura esteja entre 10º C e 12º C, com umidade do ar entre 85% e 90%.

Qualifique a equipe do setor

Preparar a equipe do setor de hortifrúti para lidar com as diferenças de cada alimento é um diferencial. Esses profissionais precisam manipular os alimentos o mínimo possível, visando evitar a rápida deterioração. Além disso, o empilhamento excessivo dos alimentos nas gôndolas também deve ser evitado, a fim de que não haja perda estética e esmagamento com fissuras nos alimentos.

Separar os frutos bonitos dos produtos com aparência de fim de feira também é uma estratégia para reduzir o desperdício, uma vez que os funcionários do setor poderão monitorar sua maturação e integridade.

Outra dica importante é na hora de refrigerar alimentos dentro do seu estabelecimento. Recomenda-se substituir as borrifadas de água em produtos como as folhas por uma geladeira, na medida em que essa tática ajuda a evitar a proliferação de microrganismos e a manter o alimento íntegro por mais tempo.

Controle o estoque

De acordo com o método PEPS (primeiro que entra, primeiro que sai), os produtos que estão mais maduros devem ser expostos de modo a ficarem ao alcance do cliente. Além disso, é importante promover descontos para itens que estejam mais maduros, com alguns ferimentos em sua casca. Dessa forma, é possível evitar desperdício de alimentos que ainda estão saudáveis, mas não esteticamente bonitos.

Qual a importância da sustentabilidade e da responsabilidade social?

Para ajudar na sustentabilidade do planeta e reduzir o cenário da fome no mundo, é preciso consumir alimentos de forma inteligente. A busca por conhecimento é fundamental para reaproveitar e conscientizar sobre os efeitos que o lixo orgânico provoca nos solos e na vida na Terra.

Uma das soluções mais eficientes é distribuir folhetins com receitas alternativas que promovam o aproveitamento de resíduos de cascas de frutas e de verduras, como banana, limão, abacaxi, abobrinha etc.

Vender temperos artesanais também é uma forma de aproveitar alimentos que não estão com uma boa aparência, assim como acontece com as compotas de legumes e as geleias de frutas.

Alguns estabelecimentos oferecem descontos para os consumidores e até doam alimentos que teriam o lixo como destino. Instituições como escolas e creches públicas e algumas ONGs já recebem esse benefício e conseguem reverter o cenário do desperdício de alimentos no Brasil.

Como reaproveitar alimentos que seriam desperdiçados?

No hortifrúti, não há como fugir de algumas perdas, afinal os produtos podem cair e danificar sua estrutura no momento da queda. Para alimentos que tiveram esse destino, recomenda-se a compostagem. Todo resíduo orgânico, quando devidamente separado, em vez de virar lixo, ocupando espaço em aterros e lixões, pode servir de insumo para doar ou ser um ativo de desconto com seus fornecedores.

Ao planejar desde o momento do plantio todos os alimentos que serão vendidos em seu estabelecimento, você garante benefícios como a lucratividade do seu negócio, a redução do desperdício de alimentos, o aumento da qualidade dos produtos que seus clientes compram e, consequentemente, o bem do planeta. Além de evitar o acúmulo de resíduos orgânicos, essas ações incentivarão o reaproveitamento de alimentos que teriam o lixo como destino.

Achou esse conteúdo interessante? Compartilhe-o nas suas redes sociais e ajude as pessoas a também se conscientizarem sobre a importância de evitar o desperdício de alimentos dentro de suas casas e de seus estabelecimentos!

 

Powered by Rock Convert