Abrir o próprio negócio é o sonho de muitos brasileiros, e montar um supermercado é uma das formas de realizá-lo. Apesar de bastante trabalhoso, esse tipo de empreendimento é muito rentável.

Para quem tem pouco a investir, ele pode ser um pequeno mercado que atenda ao bairro onde mora. Já para grandes investidores, pode ser um supermercado maior, que ofereça mais serviços e atenda a um público mais amplo.

Seja qual for o seu caso, é importante estar atento a uma série de quesitos. Sem isso, o seu negócio pode começar com grandes problemas, que afetarão a gestão do supermercado futuramente, podendo até mesmo inviabilizar o negócio.

Este guia foi preparado para você saber absolutamente tudo o que precisa ser feito para montar um supermercado com sucesso, desde a fase de planejamento até o momento da inauguração.

Então, sente-se confortavelmente e leia o post até o final, para não perder nenhum detalhe importante. Preparado? Boa leitura!

1. Motivos para montar um supermercado

Você deve estar se perguntando: entre tantas opções de negócios, por que escolher o supermercado? Para responder a essa pergunta, vamos mostrar algumas vantagens que ele tem em relação a outros negócios. Confira!

1.1. Venda de produtos de consumo diário

O setor de alimentação tem a grande vantagem de vender produtos que as pessoas precisam comprar diariamente. Afinal, todo mundo come todos os dias, mais de uma vez, inclusive.

Dependendo da oferta de serviços que for escolhida, cada cliente pode acabar frequentando o seu supermercado até mais de uma vez por dia.

1.2. Alta capacidade de expansão

O seu negócio pode começar pequeno e ir crescendo aos poucos. Expandir o supermercado é uma prática muito comum. A maioria dos empresários começa oferecendo apenas os serviços mais essenciais e, aos poucos, aumentam essa oferta.

1.3. Grande variedade de serviços

A cada dia, surge uma nova tendência para supermercados. Antigamente, o mercado vendia apenas mantimentos para a compra mensal. Hoje em dia, podemos encontrar tudo o que precisamos em um único lugar.

Com toda essa variedade de serviços, é possível agradar a mais tipos de compradores. Por consequência, isso aumenta a variedade de clientes.

2. Elaboração do plano de negócios

A primeira providência a ser tomada para montar o seu supermercado é elaborar um plano de negócios. Ele é essencial para guiar os seus passos e determinar quais serão os objetivos a serem alcançados. Veja quais são os principais passos do plano de negócios nos tópicos a seguir.

2.1. Análise de mercado

Nessa etapa, você deve fazer um estudo bastante aprofundado sobre o cenário que envolve o supermercado que deseja montar. O estudo envolve, basicamente, três pontos: os clientes, os fornecedores e os concorrentes.

O estudo dos clientes deve buscar entender melhor o que a sua clientela procura como solução que o seu supermercado será capaz de oferecer. É importante usar a empatia para ter uma visão melhor sob a perspectiva dos futuros clientes.

Já o estudo dos fornecedores visa avaliar as empresas com as quais você precisará se relacionar na operação do supermercado. Analise a reputação dessas empresas e informações como os prazos, a qualidade dos produtos e do atendimento.

Em contrapartida, o estudo dos concorrentes procura identificar quais são eles e quais são os seus pontos fortes e fracos.

2.2. Plano de marketing

O plano de marketing é o documento que registrará as principais informações relativas ao negócio em si. É nele que são definidos os produtos e serviços, os preços, a promoção (que é diferente das promoções de vendas), a estrutura e o local onde ele será montado.

É importante, também, fazer a definição da identidade visual do supermercado. Ela ajuda a tornar as ações ainda mais palpáveis e, depois do supermercado em operação, poderá ser a identificação da sua marca na memória dos seus clientes.

2.3. Plano operacional

No plano operacional serão definidas todas as questões que envolverão o dia a dia do supermercado, depois de inaugurado. Tudo deve ser pensado, desde a organização das gôndolas, passando pela definição dos cargos e salários até como será a gestão do controle de estoque.

2.4. Plano financeiro

Esse plano é essencial para garantir a saúde financeira do seu supermercado. Nele são previstos os investimentos fixos, os investimentos pré-operacionais e a estimativa de faturamento.

3. A escolha da localização ideal

A definição do ponto comercial, que é feita no plano de negócios, é um ponto crucial para o sucesso do seu supermercado. Essa definição deve ser feita com base em várias pesquisas, e alguns pontos merecem mais atenção.

O primeiro deles é relativo aos hábitos dos seus futuros clientes. Procure saber o que essas pessoas costumam fazer ao longo do dia e que lugares elas costumam frequentar. Encontre um local onde elas estejam sempre por perto.

Outro ponto importante é sobre a acessibilidade do local. Questões como quantidade de vagas para estacionar, principais vias de acesso e trânsito local podem exercer forte influência na decisão do ponto mais adequado para instalar o seu supermercado.

Por último, conheça os estabelecimentos que estão nas redondezas do local que pretende escolher. Alguns deles podem ser muito favoráveis para o seu supermercado, como escolas e academias de ginástica. Outros, nem tanto, como supermercados ou estabelecimentos que já ofereçam serviços que você pretende disponibilizar, como açougues, padarias e lanchonetes.

4. Documentação obrigatória e recomendada

Todo novo negócio vem acompanhado de uma série de documentos. Vamos destacar aqui alguns obrigatórios e outros que, apesar de não serem legalmente exigidos, são altamente recomendados. Acompanhe.

4.1. Documentos obrigatórios

Entre os principais documentos obrigatórios para abrir um supermercado estão:

  • registro na junta comercial;

  • Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica;

  • inscrição estadual e municipal;

  • alvará de funcionamento;

  • alvará da Vigilância Sanitária;

  • cadastro na Previdência Social.

4.2. Documentos recomendados

Entre os documentos que não têm caráter obrigatório, mas serão indispensáveis para ajudar na gestão do supermercado, estão:

  • organograma;

  • missão, visão e valores;

  • documentação de processos;

  • manuais de procedimentos;

  • normas de conduta.

5. Equipamentos

A compra dos equipamentos para supermercado é uma fase que requer certo cuidado. É preciso, em primeiro lugar, estar plenamente ciente de todos os produtos e serviços que serão vendidos.

Por isso, a fase de elaboração do plano de negócios, que foi citada anteriormente, precisa ser feita em riqueza de detalhes e com bastante critério. A partir do que foi determinado nessa fase é que se definem os equipamentos necessários.

Como a oferta pode variar muito em cada negócio, vamos abordar os principais setores encontrados em supermercados de todo o país. Veja quais são os serviços que você pretende oferecer em seu estabelecimento e confira os equipamentos essenciais de cada um.

5.1 Equipamentos para açougue

O açougue é um dos serviços adicionais mais comuns em supermercados. A carne é um alimento de consumo diário, e sua alta perecibilidade é uma faca de dois gumes. De um lado, é preciso bastante atenção e cuidado com as questões sanitárias. De outro, temos os clientes comprando todos os dias para ter sempre carne mais fresca.

Para manter as carnes em boas condições de venda e consumo, a câmara refrigerada é o equipamento ideal. Também são necessários os balcões refrigerados onde serão expostas as peças de carne que serão manipuladas pelos açougueiros ao longo do dia.

Para as embalagens de produtos congelados, o ideal são os freezers com tampo de acrílico ou vidro. Assim, os clientes têm melhor visualização dos produtos, sem precisar abrir o equipamento e comprometer a temperatura.

Além dos equipamentos de refrigeração, são necessários moedores, fatiadores, batedores e uma série de facas e equipamentos de segurança para os funcionários, como luvas de aço, botas e avental.

5.2 Equipamentos para padaria

A padaria é um local que oferece uma gama enorme de produtos e, por isso, requer vários tipos de equipamentos. Para a produção de pães e bolos, por exemplo, são necessários batedeiras, fornos e fogões industriais, e prateleiras específicas para o crescimento das massas.

Para a parte de lanches e confeitaria, são necessárias fritadeiras para os salgados, utensílios para a decoração de bolos e tortas, e balcões refrigerados para a exposição dos produtos. Outros equipamentos necessários podem ser os fatiadores de frios, as balanças de precisão com impressora e as estufas.

5.3 Equipamentos para hortifruti

A parte de hortifruti é uma das que requerem menos equipamentos. É importante ter uma balança de precisão, com impressora, exclusiva para o setor. Assim, os clientes não precisam se deslocar para outros setores, como a padaria ou o açougue, e enfrentar nova fila para a pesagem dos produtos que vão comprar.

Além disso, é importante ter dispensador de sacolinhas com os tamanhos adequados para cada tipo de alimento.

5.4 Gôndolas e prateleiras

Os corredores do supermercado são o ponto central da sua operação. Por isso, é preciso ter bastante critério para adquirir e organizar as gôndolas. Elas precisam ser aderentes à identidade visual do negócio e terem o formato e o tamanho adequados para o local.

Outro ponto importante a ser observado é a quantidade de gôndolas e corredores que serão instalados. É preciso saber equilibrar a quantidade de produtos que você pretende oferecer com o espaço disponível.

Nada de fazer corredores mais estreitos para caber mais prateleiras e gôndolas. Os corredores apertados oferecem uma péssima experiência para os clientes. Por outro lado, é preciso ter uma quantidade razoável de produtos. Um supermercado sem opções também não é nada atrativo.

5.5 Caixas

Para os caixas, são necessárias estações compostas de balcão específico para a passagem dos produtos, um computador e uma leitora de código de barras. Entretanto, os caixas não podem ser encarados apenas como a porta de saída dos clientes do seu supermercado. Eles são, na verdade, a sua última oportunidade de fazê-los comprar um item a mais e ter uma boa impressão do seu atendimento.

Uma tática interessante e bastante efetiva é ter algumas prateleiras com itens de baixo valor de mercado, mas que os clientes possam acabar levando. Outra coisa que conta pontos positivos no atendimento é o uso de balanças nos caixas. Isso poupa o tempo do clientes e agiliza o fechamento da compra.

5.6 Equipamentos para escritório

Quando pensamos em supermercado, imaginamos apenas a parte operacional, com gôndolas, balcões e caixas. Contudo, assim como qualquer empresa, ele tem uma estrutura administrativa que o suporta. Esse tipo de estabelecimento precisa de pessoas que cuidem das finanças, dos trâmites com fornecedores e da gestão de pessoas.

Portanto, é necessário adquirir, também, móveis para escritório, como mesas, cadeiras, computadores, impressoras e afins. Além disso, é preciso contratar um sistema de gestão que consiga gerenciar todas as questões operacionais e administrativas.

6. Contratação de funcionários

A contratação das pessoas que farão parte da sua equipe deve ser feita de forma bastante cuidadosa. É preciso ressaltar que a maioria delas terá contato direto com seus clientes. Por isso, alguns pontos merecem destaque na escolha do seu time. Vamos conhecer os principais.

6.1. Características comportamentais

Ter habilidades técnicas na função que vai exercer é fundamental, mas não é tudo. As características comportamentais têm peso equivalente e, em alguns cargos, até mesmo superior. Afinal, o seu supermercado terá uma cultura, uma identidade a zelar.

Utilize métodos de recrutamento e seleção que levem em consideração essas características de perfil. Além de ajudar a encontrar as pessoas certas, isso evita que você acabe tendo funcionários insatisfeitos, que impactam negativamente no clima organizacional e ainda aumentam a taxa de turnover.

6.2. Quantidade de funcionários por setor e por nível de conhecimento

Depois de determinar essas características comportamentais básicas, é preciso estabelecer a quantidade de funcionários necessários. Para isso, pense separadamente em cada setor e cada serviço que será oferecido. Assim, ficará mais fácil metrificar.

Em seguida, trace o perfil ideal de cada cargo. Lembre que esses perfis devem ser adequados à realidade do supermercado. Tenha profissionais de diversos níveis de conhecimento. A variedade de níveis é bastante benéfica.

Os mais experientes podem ter mais responsabilidades, além de ajudar no treinamento dos menos experientes. Em contrapartida, os menos experientes têm custos mais baixos e mais perspectiva de crescimento.

6.3. Treinamento constante

Antes mesmo de abrir as portas, é importante garantir que cada um saiba como deverá agir frente aos clientes. Para isso, ofereça treinamentos operacionais, técnicos e comportamentais para toda a equipe.

Uma boa tática é realizar simulações. Primeiramente, deve ser realizado individualmente em cada setor, para alinhar o entrosamento da equipe e realizar os ajustes finos operacionais. Posteriormente, faça uma simulação geral de operação e ajuste o alinhamento entre as equipes dos diversos setores.

Depois de inaugurado o supermercado, siga oferecendo treinamentos. Mantenha os seus funcionários continuamente atualizados e treinados. Sempre há novas técnicas surgindo no mercado, então a atualização constante é necessária para que o seu estabelecimento se mantenha competitivo.

7. Custos para montar um supermercado

O cálculo dos custos iniciais para montar um supermercado envolve uma série de fatores. É preciso ficar atento a todos eles para não ter uma surpresa indesejada no final do processo. Vamos agrupar esses fatores para ajudar você a se organizar melhor.

7.1. Local

Os custos com o local poderão variar conforme suas características. O primeiro ponto importante é definir se o local será comprado ou alugado. A compra de um terreno ou de um espaço já construído envolve montante bastante alto de investimento. Já o aluguel acarretará uma despesa fixa mensal a mais no orçamento.

7.2. Instalações e equipamentos

A maior parte do investimento inicial está neste grupo, pois devem ser comprados todos os equipamentos mencionados no tópico 5 deste post. E o ideal é que sejam todos novos, para garantir maior durabilidade.

Além disso, na fase de montagem e preparação do supermercado, pode ser necessário contratar uma empresa para ajudar nas instalações. Questões como a instalação dos equipamentos, montagem das gôndolas, configurações de sistemas e qualquer outro item similar podem gerar alguns custos adicionais.

7.3. Pessoas

Os custos com pessoas, nesse primeiro momento, não são tão altos, se comparados aos que serão recorrentes. O que vai pesar nessa conta são os treinamentos iniciais e a compra de uniformes e equipamentos de proteção individual.

7.4. Segurança

Infelizmente, vivemos em um país com altos índices de crimes, por isso o investimento em segurança se faz necessário. Inicialmente, podem ser demandadas pequenas obras para adequação de alguns locais. Além disso, é recomendado fazer a instalação de câmeras, tanto na parte interna quanto na parte externa do supermercado.

7.5. Estoque inicial

Estrutura pronta, é preciso encher as gôndolas! Preencher todos esses espaços terá um custo elevado, mas o retorno direto sobre esse investimento é bastante rápido. Afinal, esses produtos serão vendidos em poucos dias.

8. Custos mensais de manutenção

Passada a fase de preparação, o supermercado precisa ser aberto ao público e se manter. A partir desse momento, os fatores que geram os custos são um pouco diferentes. Alguns deles são os mesmos, porém com detalhes específicos.

É o caso dos custos com local, instalações e equipamentos de segurança. Para estes, existe uma redução, sendo necessário apenas um controle periódico para manter a manutenção preventiva em dia.

No caso dos custos com pessoas, eles aumentam consideravelmente. Afinal, antes de o supermercado abrir, você terá pouquíssimos funcionários. Com o aumento na quantidade de colaboradores, aumentam os custos com a folha de pagamento e, depois de um ano, começam os custos com férias.

Além desses fatores, começam, nessa fase, os custos operacionais. Os mais impactantes deles são os custos com o pagamento dos fornecedores. Outro custo relevante é com a parte administrativa e financeira. De acordo com as formas de pagamento que forem oferecidas, existem as taxas para as operadoras de cartão e para os bancos.

É importante ressaltar que é preciso manter o fluxo de caixa do supermercado constantemente organizado para garantir que as contas fiquem sempre em dia.

9. Lucros de um supermercado

Chegamos ao momento que todos esperam ao montar um negócio: lucros! Os lucros de um supermercado podem vir de diversos setores. Uma forma eficaz de consegui-los é conhecendo bem o seu público para oferecer algo que ele realmente queira.

Você pode diversificar a oferta de produtos e serviços, e realizar algo que faça com que os clientes tenham o seu supermercado como uma importante referência no dia a dia deles. Isso ajuda a aumentar a margem de lucro nas vendas.

Os itens que costumam gerar os maiores lucros para os supermercados são aqueles que têm algum diferencial. Eles têm um valor agregado maior para os clientes, o que faz com que estejam sempre dispostos a pagar mais por tais mercadorias. É o caso dos produtos de fabricação própria, como alguns itens da padaria.

Outra estratégia é buscar parcerias com fabricantes para o oferecimento de produtos de marca própria. O produto é passado a um custo menor para o supermercado, leva a sua marca e ainda pode ser vendido a um preço mais baixo para o consumidor. A junção desses fatores eleva a quantidade de produtos vendidos.

10. Divulgação

Deixamos para o final um tópico que faz toda a diferença para o sucesso do seu supermercado. “Quem não é visto, não é lembrado.” Então, mostre o seu supermercado para a maior quantidade de pessoas possível. Lembre que qualidade é melhor do que quantidade, por isso foque o seu público-alvo.

Para se tornarem suas clientes, as pessoas precisam, primeiramente, saber que o seu supermercado existe. Para a inauguração promova uma grande festa, com várias promoções para atrair bastante gente. E divulgue o evento nas redes sociais, na TV, no rádio e até em carros de som e cartazes pelas redondezas.

Entretanto, não limite os seus esforços de divulgação apenas à inauguração. Utilize estratégias de marketing para manter o seu supermercado sempre na mente dos seus clientes. Procure oferecer novidades com frequência, garanta a qualidade dos produtos e a excelência no atendimento. O encantamento do cliente é um fator-chave de sucesso.

Chegamos ao fim do nosso guia, onde você pôde conferir todos os passos necessários para montar um supermercado e ter um bom resultado com ele. Se está pensando em abrir o seu próprio negócio, entre em contato com a Castellmaq. Temos os melhores equipamentos para ajudar você a ser um empreendedor de sucesso!

Powered by Rock Convert