Quem trabalha com verduras, legumes e frutas tem um desafio a enfrentar: organizar e chamar a atenção do consumidor para os produtos sem correr o risco de perdê-los. Como fazer isso? A resposta está nos expositores para hortifrúti.

Essa é uma atitude bastante relevante, porque esse segmento representa 10% das vendas totais de um supermercado, conforme dados da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC). Por isso, é indispensável contar com os recursos adequados, que aumentarão o potencial de comercialização dos hortifrútis.

Neste post, apresentaremos as dicas que ajudam a vender mais com os expositores certos para esses produtos. Então, que tal saber quais são elas?

Use expositores do tamanho certo

O espaço e as características físicas de sua loja são determinantes para a escolha do tamanho dos expositores para hortifrúti. Você pode até instalar um equipamento feito sob medida, mas o mercado disponibiliza várias opções.

Na sua escolha, é preciso considerar a profundidade do expositor. O ideal é que ele tenha entre 3 e 5 cm para preservar a qualidade dos alimentos. Caso seja maior que isso, o ideal é criar um fundo falso para valorizar os produtos e diminuir as perdas.

Tenha em mente que o ideal é que o tamanho atenda à quantidade de produtos exata que será utilizada. Se você ainda está começando e tem pouca noção do que precisará, comece com um expositor menor e aumente de acordo com a procura. Uma alternativa são as cestas robustas.

Nesse sentido, os equipamentos usados para montar o hortifrúti são:

  • bancas e vascas: exigem cuidado, porque aceleram a maturação de frutas, verduras e legumes. Também aumentam a contaminação, dificultam a limpeza, empobrecem a exposição e complicam a apresentação em alguns locais;
  • balcões refrigerados: são indicados para apresentar folhagens, produtos fracionados, frutas e legumes embalados, alimentos processados e aqueles considerados nobres e sensíveis. Podem ser abertos de autosserviço ou fechados;
  • gôndolas: são genéricas e atendem às necessidades comuns do supermercado. São mais recomendadas para a exposição de ovos e outros itens agregados, como os de empório e mercearia.

Separe os produtos por segmento

As frutas, as verduras e os legumes devem ser separados para evitar perdas e aumentar a atratividade do expositor. Os itens ficam mais organizados e, com isso, o cliente consegue visualizar melhor e fazer sua compra rapidamente.

Assim, a primeira dica é dividir frutas de verduras e legumes. Essa segmentação ajuda o cliente a lembrar de outros itens que precisam ser adquiridos. Por exemplo: ao ver uma laranja ele pode recordar que também precisa de maçãs. Porém, se o produto estiver longe, pode acabar esquecendo até lá.

Outra ideia é separar os itens que precisam de refrigeração daqueles que podem ficar em temperatura ambiente. Os expositores desse modelo que ficam fechados devem servir para o armazenamento de polpa de frutas e vegetais congelados, por exemplo. Já os balcões abertos de autosserviço são mais indicados para frutas e legumes que estragam rapidamente, como é o caso dos morangos.

Por fim, tenha em mente que o expositor refrigerado deve ser mantido entre 7ºC e 12ºC. Ele também deve ser feito sem grades, além de ter bandejas e aparador. O formato mais recomendado é o aberto, mas também pode ser escolhido um com porta para usar uma iluminação apropriada e que destaque a mercadoria.

Faça um contraste de cores

As tonalidades e formas variadas de frutas, verduras e legumes podem ser bem utilizadas para chamar a atenção dos consumidores. O ambiente fica mais bonito e atraente somente pela disposição dos itens.

Por isso, escolha um local visível e iluminado para aproveitar as cores ao máximo. Por exemplo: que tal colocar a maçã vermelha perto do limão verde e, logo em seguida, expor a laranja? Tenha em mente que o recomendado é explorar as tonalidades e alterná-las para que sejam diferentes uma do lado da outra.

Uma dica é utilizar bastante as frutas cítricas nesse processo. Por suportarem um empilhamento maior sem danos, é mais fácil adequá-las para chamar a atenção. Porém, tenha cuidado de evitar agrupá-las com o restante dos produtos, porque elas agilizam a maturação devido à emissão do gás etileno.

Considere a altura dos expositores para hortifrúti

Assim como outros produtos do supermercado, essa questão dos hortifrútis é fundamental para atrair o consumidor. Frutas, verduras e legumes que requerem uma seleção mais detalhada — como batatas, tomates e alho — devem estar em uma altura confortável para o cliente. Por isso, deixe pouco acima da cintura de um adulto médio.

Já os alimentos que isentam um processo de seleção mais detalhado podem ficar em expositores mais baixos. Um exemplo é a banana. O cliente pode analisar os cachos sem precisar se abaixar para pegar um deles. Assim, ele se curva somente para colocar aquele que escolheu no carrinho.

Uma dica importante nesse caso é manter a padronização. Evite muita informação visual, porque isso transparece um ambiente desorganizado. Uma ideia é expor os produtos refrigerados, depois os que podem ficar em temperatura ambiente, em seguida o bananeiro e, por fim, os ovos.

Faça manutenção constante

O setor de hortifrúti deve passar por supervisão contínua para evitar problemas. Uma equipe de colaboradores deve ser fixa para esse segmento para garantir a qualidade dos produtos e a disposição adequada dos itens.

Por exemplo: no caso de produtos que exigem mais cuidado, como os tubérculos, é necessário evitar um empilhamento excessivo. Já as folhagens requerem borrifadas de água frequentes para manterem o vigor. Vale a pena pensar também em bancas fabricadas em aço inox, que costumam ter manutenção simplificada e uma vida útil maior.

Dica extra: sempre mantenha a higiene e a conservação dos alimentos. Limpe-os regularmente, elimine resíduos, remova folhagens estragadas e mantenha os itens com uma aparência fresca. Isso evita que o cliente tenha uma surpresa desagradável ao chegar em casa e ver que havia partes estragadas “escondidas” no balcão ou gôndola.

Assim, fica claro que os expositores para hortifrúti são essenciais para a venda, não é mesmo? Lembre-se ainda de apostar na comercialização de produtos diferenciados e procurar empresas especializadas no setor para garantir mais qualidade no setor de feira do seu estabelecimento.

Gostou de entender melhor sobre os expositores para hortifrúti? Aproveite e confira outras dicas interessantes curtindo nosso perfil no Facebook.

Powered by Rock Convert