Conservar frutas e verduras no hortifruti corretamente é essencial para evitar prejuízos para o dono de supermercado e quitanda. Isso porque contribui para que o alimento tenha um bom aspecto e, consequentemente, evita perda de mercadorias por deterioração. 

Visto essa importância, é o momento de entender como conservar frutas e verduras no hortifruti para que se mantenham frescas e conservadas naturalmente, prontas para venda.

Existem diversas formas de manter os produtos saudáveis e prevenir as perdas no estabelecimento. A maioria envolve higiene e organização estratégica: não misturar mercadorias saudáveis com estragadas, manter as bancas sempre limpas e mais. 

No post de hoje, a Castellmaq preparou um conteúdo especialmente para você, comerciante, evitar desperdícios de mercadorias no seu hortifruti. Ficou interessado? Acompanhe a leitura e coloque nossas dicas em prática, afinal, elas contribuirão muito para os lucros da sua empresa. 

Por que conservar frutas e verduras da maneira correta 

Algumas dicas são imprescindíveis para proprietários que buscam sempre aprimorar as vendas e manter uma reputação em seu nicho. Um fato indiscutível é que o cliente sempre prioriza um bom consumo, especialmente quando o assunto é hortifruti – que é essencial para um estilo de vida saudável.

Oferecer frutas e verduras em bom estado é papel fundamental dos comércios alimentícios para garantir qualidade a seus clientes e conquistar sua confiança. Precisamos colocar a satisfação do consumidor em primeiro lugar para ter êxito no negócio.

Mais do que isso, ter alimentos bem conservados garante que você não tenha perdas de mercadorias: eles têm maior vida útil, já que demoram mais para estragar. 

Vamos lá? 

Dicas para armazenar frutas e verduras da maneira correta

Visando facilitar sua vida como proprietário de um supermercado ou quitanda, trouxemos dicas básicas, mas que fazem toda diferença em um comércio. Papel e caneta em mãos? Então, anote-as aí!

  • Evite estoques grandes 

Essa é a principal maneira de conservação para quem deseja evitar prejuízos. Aposte em um volume médio de produtos para revender, evitando acumular grandes estoques, e também em alimentos mais procurados, que têm maior chance de vender.

Você está lidando com alimentos altamente perecíveis, delicados, que estragam rapidamente. Tenha em mente o tanto de mercadoria que sai do estabelecimento antes de solicitar uma quantidade ao fornecedor, se não pode sobrar e acabar indo para o lixo.

  • Descarte os produtos em má condição 

No momento de dispor as frutas, verduras e legumes no balcão, verifique a qualidade desses alimentos. O ideal é observar a condição de cada um: caso haja algum com partes estragadas em meio aos outros, é necessário descartá-lo! 

Se esse processo não for respeitado, o vegetal estragado vai contaminar os que estão em bom estado. Aí, em vez de jogar fora apenas um, vai precisar descartar todos que estiveram em contato com ele. 

  • Mantenha as bancas e vascas higienizadas

Antes de posicionar as frutas e hortaliças no balcão, limpe e seque bem a superfície. Qualquer pedaço de sujeira, como casca de fruta, folhas murchas, produto velho, enfim, pode contaminar as novas mercadorias e facilitar para que elas apodreçam muito mais rápido. 

Se for passar algum produto higienizador, evite os perfumados e certifique-se de que a banca está bem seca para depois armazenar os alimentos. 

  • Seja cuidadoso com o manuseio

Além da higienização, é essencial ter cuidado ao manusear o alimento. Na hora de repor os produtos, tenha muita delicadeza para não amassar, perfurar ou estragar. Seja no momento de colocar na banca ou pesar, eles precisam receber todo cuidado para não serem danificados. 

E mais: lembre-se de usar luvas ao manusear os produtos – assim, você vai impedir que as bactérias da sua mão contaminem as mercadorias. 

  • Armazene frutas e hortaliças em temperatura adequada

Alguns alimentos exigem uma temperatura especial de armazenamento. Morangos, uvas e alface, por exemplo, são sensíveis ao calor e tendem a estragar mais rápido se não estiverem sujeitos a temperaturas altas.

O correto é utilizar um expositor refrigerado para manter a temperatura ideal. 

  • Use embalagem em produtos específicos

Em produtos mais delicados, é fundamental apostar em bandejas e embalagens plásticas para evitar que se choquem e fiquem expostos a contaminação de insetos e microorganismos. Além disso, essas embalagens ainda facilitam o transporte, garantem a integridade do alimento e maior satisfação do cliente.

Concluindo…

Seguindo essas dicas, sua hortifruti vai ter muito mais qualidade, afinal, vai impedir perdas e conquistar a freguesia – e claro, a lucratividade da sua empresa. 

Lembre-se de que os consumidores valorizam alimentos frescos e com boas condições, ainda mais quando o assunto é ter a saúde em dia. Seu papel, como dono do hortifruti, é oferecer qualidade ao cliente.

Por isso, aposte nessas recomendações e impulsione seu negócio. Com certeza, vai fazer muita diferença no fim do mês!

E aí, as dicas foram úteis para você? Esperamos que sim. Aqui, em nosso blog, você vai ter acesso a muitos outros conteúdo relacionados, é só continuar acompanhando!

Powered by Rock Convert