Descubra como economizar com uma fritadeira industrial!

A fritadeira industrial é um equipamento de cocção destinado para empresas onde é necessário fritar grandes quantidades de alimentos ao mesmo tempo. São aqueles estabelecimentos onde uma das palavra-chave é: produção.

Portanto, é essencial para cozinhas de restaurantes, fábricas, hospitais, escolas, lanchonetes e outros locais de grande porte. Uma das inúmeras vantagens da fritadeira industrial é a qualidade de suas frituras.

Foi pensando na importância desse item que separamos alguns pontos que você deve considerar antes de adquirir uma fritadeira industrial. Confira!

Funcionamento das fritadeiras industriais

Para que você possa escolher a melhor marca e modelo de fritadeira industrial para a sua cozinha, é preciso, primeiramente, entender como elas funcionam.

Fritadeira a gás

O óleo é aquecido de forma indireta pela chama que é produzida pelos queimadores que estão localizados logo abaixo das cubas. Algumas das vantagens da fritadeira a gás são:

  • não é acometida por quedas de energia;

  • liga e abaixa a temperatura mais rápido que os elétricos;

  • menor tempo na fritura;

  • limpeza mais fácil;

  • o gás está sempre disponível;

  • equipamento de uso comum, sem a necessidade de treinamentos.

Fritadeira elétrica

O óleo esquenta diretamente pela resistência que está submersa. A resistência está interligada a um termostato, que é responsável por fazer o controle da temperatura e desligar a fritadeira quando ela atingir uma temperatura mais elevada. Seus principais benefícios são:

  • simples de instalar;

  • sem vazamento de gás;

  • melhor transferência de calor;

  • mobilidade;

  • ocupa pouco espaço.

A escolha pela versão a gás ou eletricidade é uma decisão, geralmente, motivada pela preferência do proprietário e a disponibilidade no fornecimento do gás ou da eletricidade. 

Otimização do trabalho

A escolha da fritadeira para seu estabelecimento traz grandes benefícios na padronização e rapidez nas frituras. Como as cubas são grandes, de uma só vez é possível fritar uma grande quantidade de produtos, como frango, batatas, salgados, pastéis etc.

O controle correto da temperatura é importante, porque se a temperatura se eleva, o óleo pode queimar e estragar o sabor da comida, além de reduzir a vida útil do óleo. Se a temperatura ficar muito baixa, o produto não sairá crocante.

Os modelos de fritadeira têm indicadores de funcionamento e de regulagem da temperatura. Desse modo, você seleciona a potência correta para cada alimento.

Dê preferência aos tipos que têm mais proteção no controle de temperatura e avisos de calor, pois essas funções podem evitar acidentes.

Redução do desperdício de óleo

Os alimentos fritos são um grande sucesso nas mesas dos consumidores, no entanto, requerem que os estabelecimentos tenham fritadeiras industriais que consigam atender as demandas dos serviços — e, às vezes, pagam um preço alto para acompanhar a produção.

Para isso, na maioria dos casos, os equipamentos precisam ser grandes e, infelizmente, têm desvantagens. No caso das fritadeiras elétricas, o grande problema é o alto consumo de óleo.

Após as muitas frituras, os alimentos vão soltando pequenos resíduos no óleo. Logo, afetam a qualidade da gordura e alteram o sabor dos alimentos, exigindo, assim, que a troca do óleo seja realizada com certa frequência.

Para reduzir o desperdício de materiais, o chefe de cozinha deve observar como as frituras estão sendo feitas. Para isso, é preciso seguir algumas precauções durante o momento do preparo. Assim, será possível consumir apenas a quantidade ideal de óleo e, ainda, estender a sua vida útil e reduzir a formação de substâncias tóxicas à saúde.

Conheça alguns passos importantes que devem ser seguidos pelos cozinheiros antes, durante e depois da fritura:

  • a temperatura máxima deve ser conforme o manual do fabricante, não ultrapasse essa recomendação;

  • o óleo deve ser filtrado no fim de cada processo, eliminando os pedaços de alimentos. Comece retirando os resíduos maiores com o uso de uma escumadeira;

  • utilizando 2 ou mais cubas, frite os alimentos empanados separados dos alimentos que soltam menos resíduos;

  • descarte o óleo no momento correto;

  • dê uma pausa na fritura para a temperatura do óleo baixar;

  • deixe a fritadeira tampada, para que o óleo não fique em contato com o ar;

  • adquira óleos de boa qualidade;

  • não misture óleo velho com óleo novo.

Com a intenção de aproveitar melhor o óleo utilizado, existe no mercado a fritadeira água e óleo. Esse equipamento é um excelente investimento para quem busca qualidade sem abrir mão do sabor dos alimentos.

Redução do tempo gasto nas frituras

A utilização do equipamento garante redução no tempo de fritura, colaborando, assim, com a maior produtividade em seu estabelecimento. Vejamos alguns exemplos:

  • batata chips: 3 a 5 minutos;

  • mandioca: 4 a 6 minutos;

  • frango a passarinho: 7 a 9 minutos;

  • pastel: 1 a 3 minutos.

Vale lembrar que o tempo apresentado acima é apenas uma estimativa, afinal, existem fatores que influenciam a fritura. Conheça alguns:

  • modelo da fritadeira;

  • potência, quando for elétrica;

  • quantidade de óleo utilizado;

  • quantidade de alimento;

  • estado do alimento (congelado, resfriado ou in natura).

Sabendo como funciona uma fritadeira industrial, suas fontes de energia e quais são as suas vantagens em comparação aos equipamentos convencionais, fica mais fácil escolher a mais adequada para você.

Uma boa notícia é que é possível adquirir a sua fritadeira industrial no conforto de sua casa ou empresa. Esse equipamento é comercializado pela internet, ou seja, basta que esteja on-line. Com isso, você evita o estresse nos engarrafamentos, deslocamentos e a perda de tempo procurando estacionamento.

Então, antes de comprar a sua fritadeira industrial, visite o nosso site e tenha mais informações sobre esse produto com o nosso time de consultores!

 

Deixe um comentário