Oferecer um cardápio sempre atrativo é um desafio constante dos donos de restaurantes, que exigem cada vez mais criatividade dos chef’s, para manterem o equilíbrio entre as receitas tradicionais do estabelecimento e algumas novidades. Uma boa estratégia para lançar pratos novos constantemente é incrementar o menu com comidas típicas de cada temporada.

Saiba quais são as frutas, verduras e legumes das estações no Brasil, seus nutrientes e benefícios para a saúde e também algumas sugestões de preparações com esses ingredientes.

Preparações leves para a primavera

Na primavera, estação das flores, as temperaturas começam a subir, proporcionando dias agradáveis e fazendo as plantas ressurgirem cheias de vigor. É o tempo do despertar da natureza.

Para nós, a temporada é favorável ao início da redução da gordura corporal adquirida na estação anterior, o inverno, e ao alívio da sobrecarga do fígado ocasionada pelos pratos mais calóricos, típicos dos dias frios antecedentes. Veja a sugestão de menu para a ocasião com ingredientes que, por seus nutrientes, promovem um detox no corpo.

Para a entrada, crocantes brusquetas de alcachofra ou aspargos e antepastos de abobrinha, berinjela ou pimentão grelhados.

Como prato principal, hortaliças em preparações elaboradas, como omelete de cogumelos, torta de espinafre, quiche de alho-poró ou pizza de escarola.

Nas sobremesas, frutas ligeiramente trabalhadas, como merengue de morango ou framboesa macerados no açúcar, panacota com coulis de manga ou pêssego, pavê de abacaxi com a fruta levemente cozida ou cheese cake com geleia leve de jabuticaba ou figo.

Saladas são as comidas típicas do verão

No verão, estação das grandes festividades — Natal, Ano Novo e Carnaval — e também das férias, as temperaturas estão no auge, os dias são longos, de sol intenso e chuvas fortes.

Na temporada mais quente do ano, é indicado o consumo de alimentos leves, com poucas calorias, ricos em fibras e água, que colaborem com a saciedade e a hidratação, e, quem sabe, até auxiliem no bronzeado também. Confira algumas preparações destinadas à ocasião, onde a salada é a estrela e vai além da entrada ou da comida de dieta.

As saladas de folhas reinam no verão e ficam interessantes com molhos especiais e mais nutritivas com acompanhamentos como as frutas da estação, figo, abacate, laranja e até melancia, que rende uma combinação instigante com coentro e cebola roxa.

Vale ainda incrementar as receitas básicas de folhas, como alface, rúcula, endívia, escarola, acelga e repolho, com carnes brancas ou vermelhas desfiadas, croûtons, queijos, frutas secas e castanhas, ou partir para as receitas clássicas, como a Ceaser, Waldorf, Caprese e Grega.

Saladas com grãos ou cereais deixam a refeição mais substanciosa, como feijão, lentilha, grão-de-bico, trigo, cevada e até arroz, não o branco, muito comum, mas sim os especiais, como o negro, vermelho ou, o melhor entre esses para saladas, o arroz selvagem.

Cozidos ao dente, os grãos e cereais ficam interessante em combinações com pedaços de abóbora ou quiabo assados, beterraba marinada e pimentão ou jiló grelhados.

As saladas com massa curta, como farfalle e fusili, são mais uma opção para diversificar a oferta de pratos leves do cardápio, ingredientes crus acrescentam “crocância”, como abobrinha, pepino e tomate.

Entre as opções refrescantes para o verão, também está o Ceviche. Para o prato de origem peruana, selecione um peixe bem fresco e aproveite as safras do milho verde fresco, coentro e gengibre, envolvidos num cremoso leite de coco preparado artesanalmente, e quem sabe até servir de um jeito mais festivo, em tenras folhas de endívia.

Salada também na sobremesa, frutas frescas, ao natural, em uma colorida salada de frutas com abacaxi, mamão, banana, uva, carambola, figo e pêssego, incrementada com água de coco, ou então uma mousse, bem leve e sofisticada, de fruta do conde.

Pratos saborosos para o outono

No outono, estação das folhas secas em tons terrosos e das árvores peladas, as temperaturas são mais amenas e os dias frescos e ensolarados.

Na temporada que antecede o inverno, quando o corpo pode ficar fragilizado por conta da temperatura mais baixa, é recomendada a ingestão de alimentos ricos em vitaminas e minerais capazes de melhorar a imunidade do organismo. Conheça alguns pratos para o outono, preparados com uma variedade de produtos da estação.

Para a entrada, uma terrina de abobrinha e berinjela grelhadas, servida com pão rústico, e um suflê de chuchu ou cenoura.

Como acompanhamento frio, um apetitoso salpicão de atum com maçã, cenoura e milho verde fresco.

Já os quentes são palmito ou ervilha fresca salteados na manteiga, junto ao prato principal, que pode ser uma torta de carne com cerveja, a tradicional Shepherd’s Pie inglesa, ou legumes assados, como abóbora, cenoura e batata-doce, ou ainda gratinados em creme, como mandioca ou mandioquinha, acompanhando carnes assadas, por exemplo.

Como prato principal, massas com legumes em receitas mais leves, como abobrinha, berinjela e brócolis salteados no azeite.

Para as sobremesas, preparações de frutas animadas com bebidas alcoólicas, como peras cozidas no vinho tinto e banana flambada no conhaque, servidos com um aveludado creme inglês, ou pudim de pão com calda de ameixas e vinho do porto.

Refeições substanciosas para o inverno

No inverno, estação mais aconchegante de todas, as temperaturas são as mais baixas do ano, com dias frios e céu azul.

Na temporada gelada e seca é aconselhada a inclusão de alimentos antioxidantes na dieta, principalmente para a prevenção de doenças pulmonares, típicas da estação. Verifique o cardápio proposto com receitas substanciosas, para aquecer, e que utilizam produtos da época.

Nos petiscos, deliciosas friturinhas como o arancini — bolinho feito com risoto de abóbora recheado de queijo — ou legumes empanados, como abobrinha ou couve-flor, servidos com molho azedinho a base de creme de leite, limão e ervas. Os crudités, petiscos de preparo bem simples, palitos ou pedaços crocantes de raiz de erva-doce, rabanete, pepino ou salsão, todos crus, acompanhados de molho de queijo azul.

Na entrada, creme de ervilha fresca ou palmito, seguido de pratos principais, como boeuf bourguignon — ensopado de cozimento longo com carne, cogumelo e cenoura — servido com purê de cará ou inhame, risoto de abóbora ou alho-poró, polenta cremosa com molho de cogumelo ou pesto de rúcula, e também massas mais pesadas, como a lasanha de espinafre e o nhoque de mandioquinha ou batata-doce.

Para as sobremesas, opções quentes, como crumble de maçã, crepe com calda morna de laranja ou tangerina, e suflê de banana com chocolate.

A oferta de receitas apropriadas para cada temporada é bastante variada, mas os produtos oferecidos em cada estação podem variar nas regiões do Brasil, mesmo assim uma enorme diversidade de frutas, verduras e legumes estão disponíveis ao longo de todo o ano em razão do avanço das tecnologias de cultivo e da logística de distribuição.

Porém, somente com a sazonalidade, ou seja, a época natural de colheita, é possível aproveitar todo o potencial nutricional e de sabor desses ingredientes, além de preços mais atrativos junto a fornecedores.

Explorar os artigos da temporada, oferecendo comidas típicas em um cardápio sempre renovado é garantia de usufruir inúmeros benefícios para os restaurantes, mas principalmente para os consumidores.

Gostou do post de hoje? Então confira mais 5 receitas deliciosas para restaurantes e surpreenda seus clientes!

Powered by Rock Convert