Como gestor ou dono de restaurante, você já deve saber que nem todo mundo tem o perfil ideal para trabalhar nesse ramo. É preciso ser persistente e dinâmico para conseguir dar conta do ritmo de trabalho corrido. E, normalmente, essas pessoas não são fáceis de encontrar no mercado profissional.

Em vista dessa realidade, o importante é não se desesperar para não agir precipitadamente, afinal, para tudo existe uma solução. Portanto, confira neste post 5 dicas de contratação infalíveis para você aplicar no seu negócio e potencializar todo o processo. Boa leitura!

1. Conheça seu restaurante

Antes de selecionar os funcionários, é necessário conhecer seu estabelecimento profundamente. Informações básicas como acessibilidade e horários de pico devem ser consideradas, pois, do contrário, você pode até encontrar bons candidatos, mas correrá o risco de alguns deles não se enquadrarem no perfil do restaurante.

Depois de definir as características do seu negócio, concentre-se no perfil de cliente que o frequenta e quais tipos de alimentos são servidos. Isso facilita na busca de profissionais mais adequados para trabalhar com você.

Se seu estabelecimento serve comidas gourmet, por exemplo, é preciso encontrar pessoas que tenham conhecimento e experiência em atender/servir famílias e casais, uma vez que a maioria dos clientes fazem parte desse público.

Em contrapartida, se for uma hamburgueria que recebe pessoas mais jovens e de estilo mais descolado, você terá que contratar funcionários que tenham um perfil compatível com esse tipo de consumidor.

2. Encontre os funcionários nos locais certos

A melhor maneira de encontrar candidatos para o seu estabelecimento é mediante uma rede de contatos, pedindo indicações para amigos, familiares ou mesmo colegas do ramo. A recomendação é uma prática determinante para localizar profissionais capacitados, porém a solicitação de referência deve ser feita a pessoas de total confiança.

Além disso, você também pode contar com anúncios na internet; sondagem de perfis nas redes sociais; compartilhamentos e postagens em plataformas como Facebook, LinkedIn e WhatsApp.

Outra maneira de fazer isso é por meio de agências de emprego, embora seja importante ressaltar que esse tipo de serviço é cobrado, podendo prejudicar o orçamento do seu negócio.

Todas as formas de atrair candidatos trarão um bom volume de currículos. A partir daí, você conseguirá realizar uma análise criteriosa, convocando aqueles que realmente se encaixam no perfil desejado.

3. Realize o processo de seleção

Após definir quais pessoas serão possíveis candidatas à vaga, estabeleça contato com os empregos anteriores para coletar informações relevantes como habilidades, motivo da saída, condições de trabalho em equipe, comprometimento, entre outras.

Depois disso, você conseguirá convocar os melhores, tendo o tempo necessário para realizar a entrevista. Nela, ouça primeiro antes de explicar sobre a tarefa a ser exercida. Converse com o profissional e procure conhecê-lo bem, faça dinâmicas para coletar o maior número de informações possível.

Leve em consideração que cada atividade exige uma personalidade diferente. Você deve ter um bom conhecimento dos traços comportamentais mais adequados para cada cargo de seu restaurante a fim de fazer uso dos pontos fortes de sua equipe e projetá-la para o sucesso.

A criatividade e o espírito de liderança são excelentes características para um chefe de cozinha, enquanto um temperamento mais comunicativo pode ser mais adequado para um atendente ou garçom, por exemplo.

Além disso, converse com seu contador sobre a melhor forma de contrato, redigindo, antes de efetivar a contratação, um documento de experiência dentro dos prazos previamente estabelecidos pela legislação trabalhista.

4. Lembre-se de que treinamento é fundamental

Investir em um bom processo de contratação permite que você escolha os melhores profissionais. No entanto, é preciso que sua equipe seja treinada constantemente para oferecer os melhores atendimentos e serviços. Talvez você contrate um profissional que é um excelente cozinheiro, mas ainda precisa desenvolver algumas habilidades.

Por isso, é fundamental que seu pessoal participe de cursos, como os de atendimento e de agilidade, a fim de que eles entreguem sempre um serviço de excelência. Portanto, invista em capacitações que possam contribuir com a melhoria de processos no seu estabelecimento.

5. Saiba como reter funcionários no restaurante

Quem tem um restaurante sabe que a alta rotatividade de empregados é um grande problema, e que isso deve ser remediado o mais rápido possível. Do contrário, a qualidade — tanto do atendimento, quanto dos pratos — acaba sendo afetada. Com isso, os clientes podem afastar-se. Portanto, implante uma política de retenção desses profissionais, seguindo as seguintes recomendações:

Peça o feedback dos colaboradores

Antes de tomar qualquer medida drástica, é preciso que você compreenda os motivos que levam sua equipe a deixar o restaurante. Então, nada melhor do que acompanhar a rotina deles, não se esquecendo de conversar com cada um. Peça feedback, deixando-os falar com franqueza sobre os procedimentos ou condições que eles gostariam que melhorassem.

Caso você perceba que seu pessoal se sente intimidado e prefere não se expor quanto às situações que os incomodam, coloque uma caixa de sugestões em algum local do restaurante que garanta privacidade. Assim, as chances de você descobrir o que precisa ser otimizado aumentam consideravelmente.

Ofereça uma remuneração justa

Um dos assuntos que mais prejudicam a retenção de funcionários é oferecer um salário abaixo do que é considerado justo. Sendo assim, atualize os salários pagos, conforme o cargo e a média praticada no mercado.

Além disso, procure saber se a equipe está contente com os benefícios oferecidos. Faça uma relação dos recursos de que seu estabelecimento dispõe e os benefícios que você pode oferecer para manter os funcionários satisfeitos, e nivele as duas coisas.

Implemente uma gestão horizontal

Foi-se a época em que ter um líder gritando no ouvido dos demais colaboradores surtia algum efeito. Esse é, inclusive, um dos principais motivos porque um restaurante perde talentos e tem uma alta rotatividade.

Logo, reavalie sua gestão e tente fazer com que ela seja mais horizontal, ou seja, os líderes devem tratar os colaboradores com respeito e empatia, gerar um ambiente colaborativo e compartilhar conhecimentos e experiências.

Aplique uma gestão baseada em diálogos em vez de “insultos”. Com isso, o clima torna-se mais agradável e mais propenso à produtividade.

Disponibilize as melhores ferramentas de trabalho

Para ter condições de cobrar um bom desempenho da equipe, é importante que você disponibilize os melhores equipamentos e ferramentas de trabalho.

Desde instrumentos de cocção (fritadeiras, fogões e grelhas) e armazenamento dentro da cozinha, até o uso de soluções tecnológicas — como cardápios e pedidos digitais — que facilitam a vida dos garçons. Cada detalhe pode melhorar a performance dos funcionários no dia a dia.

Esperamos que as dicas de contratação expostas neste artigo possam ajudá-lo nessa empreitada. Basta colocá-las em prática para que você consiga formar uma equipe de profissionais de excelência para o seu restaurante.

E então, gostou do conteúdo de hoje? Aproveite e assine nossa newsletter para receber mais materiais interessantes como esse direto na sua caixa de entrada. Até a próxima!

Powered by Rock Convert