Se você mantém um mercado, um supermercado ou um hortifruti, com certeza, já esbarrou na seguinte dificuldade: escolher frutas que terão saída e que não acabarão indo para o lixo em poucos dias. Essa é uma preocupação muito comum e também muito pertinente. Afinal, além de querer oferecer o que há de melhor para seus clientes, você também precisa evitar o desperdício e minimizar os prejuízos.

Cada tipo de fruta tem características específicas com relação à qualidade e ao estado de maturação. Algumas devem ser adquiridas mais “verdes”, enquanto outras têm melhor saída quando estão mais maduras. De qualquer forma, é preciso conhecer cada uma para fazer uma avaliação correta.

No entanto, se você tem enfrentado esse problema, temos uma boa notícia. Neste post, vamos dar 5 dicas incríveis que facilitarão o seu trabalho. Então, não deixe de ler até o final. Veja as nossas dicas e comece a aplicá-las agora mesmo em sua empresa.

Venda sempre as melhores frutas

A venda de frutas em seu estabelecimento deve ser feita de forma profissional e responsável. A qualidade das frutas que você oferece aos seus clientes determinará a impressão que eles terão do seu negócio. Portanto, se você quer que seus consumidores tenham a sua loja como referência, precisa ser bastante rigoroso.

Tomando os devidos cuidados, você conseguirá melhorar a sua imagem perante seu público, tornando seus clientes mais fiéis. Além disso, uma boa escolha de frutas pode evitar desperdícios, prejuízos e, até mesmo, danos à saúde.

Veja como escolher frutas de qualidade

A escolha das melhores frutas depende de uma série de fatores. A seguir, vamos falar sobre os 5 principais, que você não pode deixar de observar para garantir uma boa compra. Acompanhe.

1. Conheça a origem das frutas

Conhecer a procedência das frutas que está comprando é fundamental para atestar a qualidade delas. Atualmente, a legislação acerca do assunto exige que os produtores ofereçam uma série de informações na embalagem que ajudam a identificar a sua procedência. Por meio delas, é possível saber alguns detalhes importantes que envolvem o processo de produção.

Além das informações sobre as frutas em si, atente para as informações do produtor. Pesquise sobre a reputação dele no mercado, tanto no que diz respeito à qualidade dos produtos quanto à relação dele com os demais compradores. Alguns detalhes podem fazer uma grande diferença.

2. Escolha bons fornecedores

Se você mora em uma grande cidade, provavelmente, não terá contato direto com os produtores das frutas que oferece em seu estabelecimento, mas, sim, com um fornecedor intermediário. Portanto, é essencial fazer uma escolha adequada desse fornecedor.

Assim como fez aos pesquisar sobre os produtores, pesquise sobre os fornecedores intermediários. É muito importante conhecer a reputação deles, saber se eles prezam pela qualidade das frutas e se aplicam um preço justo. Outro fator imprescindível é saber como eles são com relação ao cumprimento de prazos. Afinal, não dá para confiar em um fornecedor que pode deixá-lo na mão a qualquer momento.

3. Opte sempre pela qualidade

Sabemos que o fator preço é um dos mais importantes quando vamos comprar algum produto, principalmente para revendê-lo. Porém, quando se trata de produtos alimentícios, o preço não pode ser o fator mais relevante.

A qualidade das frutas influencia diretamente nas vendas. Frutas que não têm boa aparência ou que não estão em perfeitas condições de consumo não serão vendidas e terão que ser descartadas, gerando prejuízo. Além disso, existem questões sanitárias e de saúde, já que as frutas de baixa qualidade ficam mais suscetíveis à contaminação.

4. Analise cada tipo de fruta separadamente

Cada fruta tem uma característica específica que determina se ela está boa ou não para ser vendida e consumida. Por isso, elas devem ser avaliadas individualmente. Algumas podem ser adquiridas mais verdes, para garantir a durabilidade necessária até serem vendidas ao consumidor final. É o caso da banana, do mamão e da pera, por exemplo.

Outras frutas têm um processo de maturação diferente, que não permite que elas sejam colhidas ainda verdes. Estão nesse grupo o melão, o abacaxi, a uva e a melancia. Sendo assim, elas também terão uma durabilidade menor em sua loja, portanto, devem ser adquiridas em menor quantidade para evitar desperdício.

A aparência de cada fruta também deve ser considerada. Escolha as mais vistosas, com cores mais vivas e que estejam exalando seu cheiro característico. Verifique se as cascas estão íntegras e se não há sinais de que estão passando do ponto de amadurecimento.

5. Considere as sazonalidades

As frutas, assim como todos os outros produtos da agricultura, desenvolvem-se em determinados períodos do ano, a chamada safra. Durante a safra, a oferta é maior, as frutas têm qualidade melhor e preço mais baixo. No período chamado de entressafra, as condições climáticas não são favoráveis para o plantio, logo, as frutas não têm condições para se desenvolver corretamente.

Conhecer as sazonalidades de cada fruta é importante para traçar a melhor estratégia de vendas para o seu negócio. Veja abaixo o período de safra de algumas:

  • verão: abacaxi, abacate, banana-maçã, banana nanica, coco verde, goiaba, limão, maracujá, uva Itália e uva Niágara;

  • outono: abacate, banana prata, caqui e uva Niágara;

  • inverno: abacate, caqui, maçã estrangeira, morango e tangerina;

  • primavera: banana prata, coco verde, jabuticaba, laranja, mamão, melão, melancia e pêssego.

Cuide das frutas até que sejam vendidas

De nada adiantará tomar todas as precauções citadas até o momento para adquirir as melhores frutas se não houver uma preocupação com o armazenamento e a exposição delas. Por isso, evite manuseá-las em excesso e tenha cuidado com o transporte e o acondicionamento, tanto no estoque quanto nas bancas de exposição.

Descarte as frutas que estiverem com a casca rompida e soltando líquidos, para evitar que sujem as demais. Mantenha-as sempre limpas e frescas. Algumas mais delicadas podem precisar de refrigeração, para aumentar sua validade e diminuir os riscos de contaminação e proliferação de fungos e bactérias, atendendo a normas da vigilância sanitária.

Se você oferece frutas particionadas ou porções para consumo imediato, certifique-se de manter apenas a quantidade necessária para vender no mesmo dia. Além disso, depois de manuseadas, essas frutas ou porções devem ser refrigeradas por um período máximo de 3 dias, para garantir a segurança alimentar.

Enfim, o mais importante é garantir a satisfação dos seus clientes. Depois de ler nossas dicas imperdíveis, escolher frutas de qualidade será uma tarefa bem mais simples. Se você tem alguma dica bacana sobre o assunto que não foi exposta aqui, compartilhe-a nos comentários!

Powered by Rock Convert