A segurança do trabalho é um conjunto de normas estabelecidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) com a intenção de prevenir acidentes e doenças ocupacionais dentro das empresas. Atualmente, a saúde dos trabalhadores é um dos temas mais discutidos na sociedade.

Praticar ações seguras nos supermercados traz benefícios para a qualidade de vida dos funcionários. Os açougues, as padarias e os estoques são os locais onde ocorrem os maiores índices de acidentes nesse tipo de negócio.

Pensando nisso, criamos este artigo com a intenção de ajudá-lo a melhorar a segurança dos seus colaboradores nesses setores. Acompanhe!

Os perigos para o trabalhador dos açougues

O açougue é um setor onde há a ocorrência de alguns acidentes, como cortes e perdas de dedos e mãos. Isso ocorre pelo fato de o colaborador trabalhar com máquinas de corte e facas muito afiadas, que são utilizadas na manipulação das carnes.

Além disso, os funcionários estão expostos às câmaras frigoríficas e aos balcões refrigerados, que são utilizados para manter os produtos na temperatura ideal. Para que os equipamentos desse setor estejam dentro dos parâmetros de segurança, eles devem atender às recomendações da Norma Regulamentadora número 12 (NR12).

Confira quais são os equipamentos fiscalizados nesses ambientes e os EPIs necessários para trabalhar com segurança nos açougues:

  • fatiador de frios e de bifes;
  • amaciador de bifes;
  • serra-fita;
  • moedor de carnes;
  • seladora a vácuo.
  • avental;
  • bota de PVC;
  • luva de malha de aço;
  • touca descartável.

Os perigos para padeiros e confeiteiros

Como acontece no açougue, na padaria e na confeitaria, o maquinário também deve ser homologados de acordo com a NR12. A instalação das máquinas deve ser em local plano e sinalizado. Além disso, o equipamento deverá ter dispositivo que indique se o maquinário está ligado ou não.

O maquinário fabricado, conforme a NR12, deve ser provido de proteções para o usuário, ou seja, ter a indicação das áreas de risco, conforme o equipamento, e botão de parada de emergência em ambos os lados. Confira alguns itens que merecem atenção:

  • masseiras;
  • batedeiras;
  • cilindros;
  • modeladoras;
  • laminadoras;
  • fatiadoras para pães.

Conforme está prescrito na norma regulamentadora, os equipamentos devem ser protegidos e as peças e os acessórios móveis ou fixos devem ser intertravados. Assim sendo, se houver algum risco para o trabalhador, o maquinário para de funcionar, protegendo o usuário.

A seguir, veja os EPIs necessários para trabalhar com segurança nas padarias:

  • avental de napa;
  • bota de borracha;
  • luvas de borracha;
  • luva de malha de aço;
  • luva térmica;
  • máscara filtrante;
  • sapato antiderrapante;
  • touca descartável.

Os perigos para o estoquista

Diversos acidentes envolvendo os trabalhos nos estoques de mercadorias são referentes a patologias musculoesqueléticas. As lesões nas costas e nos ligamentos são resultado de algumas práticas, como elevação de produtos de maneira inadequada, movimento repetitivo ou esforço excessivo.

A seguir, veja alguns critérios que devem ser incorporados pelos colaboradores na rotina de trabalho do estoque:

  • para levantar cargas, mantenha as mercadorias próximas ao corpo;
  • use luvas térmicas para manusear alimentos congelados;
  • utilize joelheiras no momento de arrumar as prateleiras mais baixas;
  • suba na escada para alcançar os produtos nas prateleiras mais altas;
  • utilize carrinhos do supermercado para transportar os produtos até as prateleiras;
  • organize as prateleiras de modo que os itens mais pesados e os mais leves fiquem em locais de fácil alcance;
  • segure caixas ou sacolas com pegador de mão, sempre que possível.

Agora, confira os EPIs recomendados para trabalhar com segurança no estoque:

  • capacete;
  • botas;
  • óculos de proteção;
  • luvas;
  • protetor auricular.

Dicas para melhorar a segurança do trabalho no supermercado

A segurança no local de trabalho é um tópico importante. É essencial estar atento ao ambiente para reconhecer possíveis riscos aos funcionários. Assim sendo, tenha parâmetros de prevenção de acidentes e propicie um local de trabalho mais seguro para os seus auxiliares. Confira nossas dicas.

Identifique possíveis riscos

Muitos procedimentos considerados simples podem acabar em acidentes. Então, confira se o piso fica muito escorregadio quando está molhado, veja se há produtos bloqueando o caminho, se os funcionários precisam transportar mercadorias pesadas demais etc. É vital explorar todas as situações em que há falta de segurança e fazer uma listagem desses riscos.

Faça um planejamento para reprimir os acidentes

Após a identificação dos riscos, crie uma programação para que os funcionários evitem cada um deles. Ofereça uma solução, de forma objetiva e simples, para elucidar essas questões.

Sinalize áreas de risco

Sinalize nitidamente todas as áreas possivelmente perigosas, por exemplo, os locais onde estão ocorrendo a limpeza com água ou com produtos escorregadios. Mesmo que não seja necessário para supermercados de pequeno porte, essas informações podem ser um fator importante para proteger os seus funcionários.

Treine os funcionários

Faça treinamentos sobre a gestão de segurança. Ofereça-os para os novos colaboradores, conforme são contratados, e também para os atuais, que ainda não finalizaram os seus treinamentos ou que tenham dúvidas sobre segurança.

Monitore os ambientes

Para detectar possíveis perigos e riscos, monitore o seu supermercado. Caso o local tenha setores onde a execução dos serviços é mais arriscada, pode ser relevante a contratação de um especialista em segurança do trabalho.

Esse profissional pode supervisionar como os funcionários trabalham nesses setores e, assim, se certificar de que eles estão acompanhando os protocolos estabelecidos.

Mantenha um calendário de manutenções

A manutenção rotineira das instalações da empresa é necessária para reprimir diversos tipos de acidentes. É importante averiguar se há defeito na instalação elétrica, grades e pisos soltos, janelas trincadas ou emperradas etc.

Muitas vezes esses problemas passam despercebidos e só são notados quando uma ocorrência grave acontece.

Incentive o feedback dos funcionários

Os funcionários conhecem muito bem a empresa, por isso, não deixe de escutar o que eles pensam a respeito da segurança do local, suas propostas e feedbacks. Peça que eles deem sugestões de melhorias que permitam um ambiente mais seguro.

Entenda que ergonomia também é segurança

Sempre que falamos sobre os riscos, não nos referimos apenas ao acidente de trabalho, mas às lesões que podem acontecer em razão da má postura e da repetição intensa de movimentos. Por isso, adquira cadeiras ergonômicas para os seus funcionários, com apoios para pés e braços.

O conforto, além de prevenir as lesões, deixa o grupo de trabalho muito mais satisfeito e produtivo. A ginástica laboral é outro recurso muito importante para prevenir vários tipos de lesões.

Trata-se de uma série de exercícios físicos e alongamentos. Ela contribui para evitar lesões por esforços repetitivos e também para manter a saúde dos profissionais que ficam muitas horas em pé ou sentados.

Sabendo que a segurança do trabalho, além de trazer benefícios para a saúde dos trabalhadores, reduz os prejuízos decorrentes das paradas na produção, invista nessa área. Assim, além de melhorar a qualidade de vida dos seus funcionários, você evita problemas legais, como autuações e multas dos órgãos fiscalizadores.

Agora que você já sabe como melhorar a segurança do trabalho no seu estabelecimento, conheça os equipamentos mais importantes para supermercados!

 

 

 

Powered by Rock Convert