Montar uma cozinha industrial pequena ou grande não se resume a investir apenas em fogões fortes, existe toda uma logística para que eles funcionem de maneira segura. Para que isso ocorra criou-se as normas para instalação de gás em cozinha industrial.

Mas, afinal, existem muitas regras de instalação? Se sim, quais são elas? Se estas dúvidas passam pela sua mente, continue lendo que te explicamos.

 

O que é kPa? Uma explicação rápida para entender as normas

O kPa é a unidade de medida chamada quilopascal, é ela que determina o quanto um objeto é pressionado. A título de curiosidade, uma panela de pressão comum tem uma “pressão de operação” de 100 kPa. Já dá para imaginar o quanto de pressão tem dentro de um panela de pressão industrial, não é? Com isso mente, vamos às normas.

3 normas para instalação de gás de cozinha industrial

Quem monta uma empresa sabe o tanto de regras, normas e pré-requisitos para finalmente abrir as portas. Por conta desse montante de regras, nós vamos explicar as 3 normas principais para instalação de gás em cozinhas industriais e também aproveitamos o conteúdo para abordar outras exigências. Continue lendo para conhecer!

1. NBR 15358

A norma NBR 15358 estabelece os pré-requisitos que um rede de distribuição interna de gás precisa seguir. Com isso, ela entra como uma regulamentação para instalações não residenciais, ou seja, restaurantes, buffets, etc. e confere a segurança para trabalhar com até 400 kPa.

Inclusive, o gás precisa chegar à cozinha por canalização da rua ou através de tubulações que ligam o gás a uma central de distribuição. Um adendo sobre essa norma, ela não se aplica em infraestrutura que utiliza termoelétrica como fonte de energia e nem para cozinhas residências.

2. NBR 13103

A norma NBR 13103 lista as exigências para instalar aparelhos a gás, entre elas é: a soma das potências não pode ser superior a 80,0KW, pois há uma sobrecarga no sistema que quando atingida, pode provocar um acidente. Além do mais, essa norma é voltada para cozinhas industriais quanto para cozinha residencial.

Se passar desse número, os aparelhos não podem funcionar ao mesmo tempo, e você pode não lembrar de manter o equipamento desligado no dia a dia. Na hora da correria, o importante é entregar a refeição para o cliente, e é aí que mora o perigo. Portanto, ao comprar exaustores, aquecedores, aparelhos de cocção a gás, lembre-se desse detalhe.

3. NBR 15526

A norma NBR 15526 estabelece as regras para montar cozinhas industriais em locais comerciais e residenciais que não ultrapassem 150 kPa e que tenham um sistema de tubulação para o transporte do gás, seja por canalização da rua ou central de distribuição.

Alguns cuidados com acoplamento de conexões de cobre e tubos também são exigidos. Essa é a norma que mostra as exigências para construir tubulações embutidas.

Regras de segurança sobre botijão e tubulação

Além das normas anteriores, existem outras regras que você precisa seguir antes de colocar a cozinha em funcionamento. Então para facilitar, nós trouxemos algumas para você conhecer.

1. Botijão sempre na vertical

Colocar o botijão deitado aumenta as chances de vazamento, consequentemente de uma possível explosão. Essa é uma atitude feita por pessoas que querem economizar, deitam o botijão para que ele dure mais algumas cocções, essa é uma economia que não vale o risco.

Então, por segurança, certifique-se que a equipe de cozinheiros e todos que cercam o estabelecimento, estão deixando o botijão sempre na vertical.

2. Botijão P13 na área externa

Esse modelo de botijão é obrigatório estar na área externa, de preferência em local arejado e ventilado, que não fique em contato com fatores externos, como chuva ou sol. Por ser bem comum em casa, é essencial manter esse modelo fora de casa, já que uma casa não possui a mesma estrutura que um estabelecimento comercial.

3. Cuidado com os arredores do botijão

Aproveitando o gancho do ponto anterior, ao colocar o botijão na área externa é imprescindível que ele fique em um local próprio. Nada de colocar na grama, terra, rampa, perto da casinha do pet ou próximo a garagem.

Isole o botijão em um local adequado e mantenha-o longe de qualquer risco.

4. Botijão P45 em abrigos próprios

No caso de hospitais, escolas e indústrias, o botijão não é o mesmo de ambientes domésticos. Para esses estabelecimentos, o botijão utilizado é o P45 ou até mesmo tanques estacionários.

E por ser um local onde há circulação de pessoas, precisam ser armazenados em um abrigo próprio, em outras palavras, em um local preparado para qualquer eventual acidente.

5. Armazenar gás apenas em materiais de aço

Todos os recipientes, tubulações e demais itens que armazenam gás precisam suportar altas pressões, por isso, invista em materiais feitos com aço. Não use, em hipótese alguma, plásticos. O gás é um material inflamável e não deve existir combinação com plástico.

6. Drywall não pode ter tubulações de gás

Hoje muitos estabelecimentos investiram em divisões de drywall, porém, a tubulação de gás não pode passar em seu interior pois sua composição não é feita para suportar a pressão do gás como uma parede de alvenaria faz.

Caso não tenha como mudar a infraestrutura, passe a tubulação apenas de forma externa, como uma sobreposição, aproveite para criar um decoração industrial.

7. Tubulação aparente e sinalizada

Como dito anteriormente, a tubulação pode ser embutida, o problema é: se tiver um vazamento, quanto tempo você demorará para ver? Por isso, se tiver como escolher, instale de forma aparente e sinalize. Dessa forma, fica bem prático de identificar vazamentos e outros problemas.

Seguir essas recomendações é questão de segurança à equipe de cozinheiros, demais funcionários e os clientes que frequentam o restaurante, por exemplo. Portanto, leia atentamente cada uma das normas e siga as dicas que preparamos. Não negligencie nenhum ponto.

Gostou do conteúdo? Semanalmente, nós trazemos informações muito relevantes para obter mais lucros na sua empresa alimentícia.

Continue com a gente, e aprenda a montar um layout de cozinha? Nesse post nós preparamos dicas para aproveitar o espaço ao máximo, vale a pena você conferir todas.

Nos vemos lá, até o próximo post!

banner equipamentos castellmaq