A gestão financeira é uma das tarefas mais importantes e fundamentais para o sucesso de qualquer negócio. No entanto, também é considerada, por muitos empreendedores, um dos maiores desafios ao administrar um restaurante.

Acompanhar a quantidade de refeições vendidas; gerenciar os atendentes, garçons e cozinheiros; gerenciar o estoque; e, ainda, garantir que todas as finanças do estabelecimento estejam em dia são tarefas nada simples e que exigem bastante dos empreendedores.

Nesse sentido, a organização e a gestão financeira para restaurantes têm como principal objetivo manter o negócio rentável, garantindo pleno controle sobre os custos de operação e sobre as vendas.

Mas, para que esse gerenciamento seja feito de forma apropriada, é fundamental que os empreendedores conheçam o mercado na qual o restaurante está inserido, administrem bem as contas e saibam lidar com clientes e fornecedores, garantindo assim bons resultados ao negócio.

De fato, o volume de informações diárias em um restaurante e a quantidade de transações financeiras são muito significativos. Isso exige que os proprietários saibam entender e processar corretamente todos os dados. Afinal, somente desta forma consegue-se gerenciar o restaurante de forma eficiente.

Para ajudá-lo a potencializar seus ganhos, separamos 5 dicas indispensáveis de gestão financeira para restaurantes. Confira!

1. Controle o fluxo de caixa

Um dos principais pilares para a gestão financeira de um negócio é o fluxo de caixa. Essa ferramenta de controle das finanças nada mais é do que o controle de todas as transações financeiras da empresa, ou seja, o gerenciamento das entradas e saídas de capital do caixa de um restaurante.

Obviamente, o grande objetivo de qualquer negócio é sempre manter o fluxo de caixa positivo, pois assim o empreendimento apresentará lucros e estará preparado para enfrentar emergências, para ter capital disponível para novos investimentos e, ainda, para a execução de melhorias.

Antes de iniciar o controle do caixa do restaurante, os empreendedores precisam definir qual será a sua periodicidade. Esse controle de transações pode ser feito de forma diária, semanal e mensal. A escolha pela frequência de controle deve ser feita de acordo com a demanda do restaurante.

Uma dica para estabelecimentos muito movimentados é fazer o controle diário para acompanhamento do caixa, e também mensal para comparar o desempenho do negócio com meses anteriores.

Após estipulada a periodicidade utilizada para manter as finanças organizadas, é preciso conhecer e registrar todas as transações financeiras. Somente assim será possível gerenciar as contas do restaurante.

2. Faça o planejamento estratégico do restaurante

O planejamento estratégico é um dos principais procedimentos utilizados por qualquer empreendimento de sucesso. É por meio dele que os empresários:

  • estabelecem as diretrizes do restaurante;

  • organizam o estabelecimento;

  • determinam qual é o caminho a ser seguido pelo negócio;

  • preparam-no para que as metas previamente definidas sejam batidas;

  • definem todas as estratégias utilizadas para que os objetivos de curto e longo prazo sejam alcançados.

É muito importante saber que para realizar o planejamento estratégico, não se deve considerar somente os fatores internos e detalhes administrativos. Deve-se também ponderar todos os fatores externos que influenciam o negócio como a concorrência, os fornecedores, a demanda, entre outros.

Planejar o restaurante de forma estratégica é fundamental para que os empreendedores mantenham a qualidade da organização financeira e para que o negócio se destaque no mercado.

3. Gerencie o estoque

O gerenciamento do estoque é um dos fatores mais essenciais para que um restaurante mantenha sua atividade de forma eficiente e seu cardápio com qualidade. O controle dos suprimentos estocados além de ser primordial para a operação do estabelecimento, também influencia consideravelmente as finanças do negócio.

Manter um estoque acima do recomendável aumenta as chances de perda de insumos e alimentos perecíveis, além de representar “dinheiro parado” e, consequentemente, menor fluxo de caixa disponível.

Por outro lado, trabalhar com o estoque muito baixo pode interferir na operação do restaurante, fazendo com que alguns pratos não estejam disponíveis aos clientes e que as vendas (e o lucro) sejam prejudicadas.

Por isso, é fundamental que os donos de restaurante controlem todos os itens armazenados no estabelecimento e façam as compras adequadamente. Isso garante mais dinheiro em caixa, contribuindo para que o restaurante sempre tenha alimentos frescos e sirva pratos de altíssima qualidade aos clientes.

4. Negocie com fornecedores

Todos os empreendedores sabem que um dos fatores que influenciam a qualidade dos pratos e alimentos servidos são os fornecedores. Para manter o bom funcionamento do restaurante, e servir os melhores produtos aos clientes, é preciso contar com bons parceiros. Porém, às vezes, isso pode sair um pouco caro e representar grande parte dos custos do negócio.

Uma dica fundamental de gestão financeira para restaurantes é negociar bastante com os fornecedores. Obviamente, existem inúmeros fornecedores de produtos, insumos e alimentos, por isso é muito importante conhecer aqueles que entregam itens de qualidade e possibilitem boas condições de pagamento.

As negociações com fornecedores não devem levar em conta apenas a qualidade dos itens e os prazos de entrega, mas também os valores cobrados e a forma de pagamento que será considerada. Negociar com os parceiros pode ajudar bastante a aliviar as contas do restaurante, auxiliando a obter melhores resultados e potencializar os lucros.

5. Utilize um software de gestão financeira

Para gerenciar qualquer empreendimento é preciso possuir as ferramentas certas, correto? Por isso, é fundamental que os donos de restaurante utilizem um software de gestão financeira. Desta forma consegue-se garantir que todas as contas do estabelecimento estejam devidamente controladas.

O uso de uma plataforma para a gestão de contas é uma das maneiras mais eficazes de permitir que as finanças do restaurante estejam organizadas, e principalmente, sempre atualizadas.

Por meio de um software de gestão financeira é possível acompanhar todas as transações financeiras, eliminar os erros nas contas e garantir aos empreendedores total controle sobre o negócio.

Então, agora que você já entendeu melhor como fazer uma gestão financeira para restaurantes de forma eficaz, mantenha sempre em mente a importância de executá-la. E se gostou das nossas dicas de gestão financeira, assine nossa newsletter e receba mais conteúdo relevante direto no seu e-mail!

Powered by Rock Convert