Gestão de materiais: o que é, como fazer e seus objetivos

A gestão de materiais diz respeito a um conjunto de estratégias adotadas pelas empresas a fim de conquistar um fluxo contínuo e eficaz de instrumentos.

Isso envolve desde a matéria prima usada na produção até os materiais físicos que os setores precisam para o desenvolvimento das suas tarefas, como os alimentos e as embalagens para entrega que os restaurantes utilizam.

Dessa forma, ela acontece por meio de três pilares: controle de compra, controle de estoque e controle de execução (ou acompanhamento e manutenção logística).

homens executivos analisando cálculos no trabalho

Esse trio de processos visa manter a alta qualidade dos produtos, diminuindo os custos e eliminando os excessos. Entenda tudo sobre a gestão de materiais e como aplicá-la no seu negócio com o blog da Castellmaq!

Quais são os principais objetivos da gestão de materiais?

Dentre os principais objetivos da gestão de materiais, podemos evidenciar três:

  1. Entregar o pronto para o cliente dentro do prazo previsto;
  2. Administrar um estoque equilibrado, sem falta ou excesso de produtos;
  3. Identificar e fornecer a alta qualidade que é medida e esperada pelo cliente.

O conjunto de ações por trás da gestão de materiais tem como consequência a otimização dos serviços da organização, a redução de custos, um maior retorno perante aos investimentos e um nível elevado de organização.

Isso impacta positivamente questões como logística, gestão de estoque e produção.

Em suma, o objetivo da administração de materiais é potencializar ao nível máximo a utilização de recursos da empresa, fornecendo o nível de serviços e produtos requisitados pelo consumidor.

Uma boa gestão de materiais permite que a empresa entenda perfeitamente quanto gasta com seus insumos e a forma com que eles são utilizados.

Ou seja, é um processo fundamental para que o gestor identifique pontos de melhoria e consiga reduzir custos!

Veja também: Qual freezer é o mais econômico: horizontal ou vertical?

um homem e duas mulheres conversam sobre negócios

Quais são as etapas do gerenciamento de materiais?

O processo de gerenciamento de materiais é realizado em três etapas:

  • Planejamento | Compra (identificação e aquisição dos materiais);
  • Execução | Estoque (organização armazenamento e distribuição dos materiais);
  • Controle | Logística e distribuição (otimização do uso e entrega dos materiais).

Gestão de compra

Para facilitar a compreensão, podemos dividir a gestão de compra em fases:

Gestão – Fase de coletar informações para viabilizar e capacitar a tomada de decisões que tornem o negócio lucrativo ou atinja seus objetivos propostos;

Pré-compra – Estágio de avaliação da necessidade: a empresa só deve comprar aquilo que de fato ela necessita, a fim de evitar desperdícios;

Busca de informação – É a fase de colher as informações sobre o cliente, o fornecedor e o produto para garantir que a compra atenderá as as expectativas propostas;

pessoas se divertem enquanto trabalham

Compra – Momento em que é concretizado o pedido do produto e em sequência e feito o recebimento e conferência das aquisições conforme o previsto;

Pós-compra – Após a aquisição e utilização do produto comprado, ele deve ser testado, recomendado e, por fim, deve ser feita a avaliação novo uso, considerando se a experiência foi positiva e prevendo quando será necessária uma nova compra.

Veja também: Experiência de compra e marketing sensorial – como usar para fidelizar clientes?

Gestão de estoque

Dando continuidade ao processo e às fases de compra, a administração de estoque é um dos pilares da gestão de materiais.

O estoque de insumos em qualquer empresa, é em certo nível responsável pelo bom funcionamento e a dinâmica do ambiente.

É ela que controla os produtos em estoque, garante que estejam sob as condições adequadas de armazenamento, analisa o que deve ser comprado, em quais quantidades, e define os prazos para reposição.

No que tange a logística e a administração de estoques, investir em sistemas automatizados interativos representa um grande avanço.

Isso porque esses softwares registram dados e analisam os índices de estocagem de modo que se torna possível identificar problemas e tomar providências antes mesmo que eles interfiram na distribuição e nos prazos.

Uma boa gestão de estoque é capaz de prever ou evitar atrasos nas entregas, proteger o estoque contra variações de demanda, e criar novas oportunidades de investimento.

Gestão de logística e execução

A gestão de logística e distribuição é responsável pelo manuseio de itens nas etapas de recebimento, armazenagem e fornecimento dos produtos às suas destinações.

A distribuição das mercadorias requer sistemas inteligentes para além de armazenar e monitorar o número de produtos em estoque, verificar questões como condicionamento e prazos de validade quando é necessário.

homem e mulher analisam dados numa folha

Além disso, na etapa de distribuição, além dos softwares, a forma com que os produtos ficam disponibilizados no espaço de armazenagem facilita a movimentação para o envio, o transporte e a contagem.

Além do atacado, no caso de e-commerces e toda a linha de empresas que atendem no varejo – ou seja, que vendem diretamente para o consumidor final – se torna indispensável contar com dados de estoque atualizados e alinhados com o site.

Veja também: Como montar um disk cerveja – 8 dicas para empreendedores

Qual a importância da gestão de materiais para a empresa?

De modo geral, durante toda a sua atuação, uma empresa necessariamente realiza o consumo de insumos. Seja na produção ou nas tarefas do cotidiano, a matéria-prima sempre é requerida.

Portanto, para ter uma boa compra, bom uso e evitar a falta desses instrumentos, a administração de materiais se torna indispensável.

Além de garantir que os insumos estejam disponíveis, o processo envolve planejamento financeiro e logístico, abrangendo o controle e o monitoramento dos produtos comprados, sua forma de distribuição, e a melhor forma de aproveitá-los.

Isso sem mencionar a análise e seleção de fornecedores, acompanhamento de pedidos e fiscalização técnica.

Em um cenário cada vez mais competitivo, a gestão de materiais se mostra como um grande diferencial graças ao seu impacto positivo nas rotinas internas e na garantia de economia e equilíbrio.

Essa foi a nossa explicação sobre a gestão de materiais e seus objetivos! Caso tenha dúvidas sobre o assunto, deixe nos comentários abaixo que logo responderemos.

Aproveite e veja também o que é, e como calcular a capacidade produtiva.

Deixe um comentário