Entenda o que determina a legislação sobe o controle de pragas

 

O controle de pragas é essencial para um restaurante. Além de ser uma medida de higiene, ele evita a proliferação de possíveis vetores de diversas doenças. Então, se você não quer ter problemas junto à ANVISA nem afetar a saúde de seus clientes, é essencial cuidar da limpeza e da dedetização periódica do local.

Neste texto, vamos falar sobre o que diz a legislação a respeito do tema e como a rotina da sua cozinha pode influenciar diretamente nos bons resultados do controle de pragas. Além disso, vamos dar dicas simples e eficazes para aplicar no seu estabelecimento. Boa leitura!

O que diz a legislação sobre o controle de pragas?

A resolução RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004, foi criada com o intuito de regulamentar as boas práticas nos serviços de alimentação. Sendo assim, ela se aplica não apenas a restaurantes, mas a qualquer estabelecimento que tenha atividades de cozinha. Ou seja, lanchonetes, cantinas e cozinhas institucionais também devem seguir essa regulamentação.

Nela está especificado que tanto a edificação quanto os equipamentos utilizados no preparo dos alimentos devem estar livres de pragas urbanas e vetores. Para isso, deve ser feito um conjunto de ações contínuas que garantam a prevenção necessária.

Além disso, quando as ações preventivas não forem bem-sucedidas, uma empresa especializada deve ser chamada para fazer uma intervenção química. Ela deve garantir que a aplicação do controle químico não contamine os alimentos e os equipamentos. Para isso, ela deve adotar procedimentos de segurança alimentar pré e pós-tratamento.

Como a dinâmica do ambiente influencia nesse quesito?

O controle de pragas e vetores deve ser uma prática incorporada ao cotidiano dos funcionários da cozinha. Afinal, esses seres apenas se proliferam em locais onde encontram alimento e condições de umidade e temperatura para isso. Ou seja, o controle deles está diretamente relacionado à higiene do ambiente.

Sendo assim, a adaptação da dinâmica da cozinha é fundamental para evitar problemas junto à vigilância sanitária. Além disso, os bons hábitos de limpeza são benéficos para a própria equipe. Isso evita a contaminação dos alimentos e a disseminação de doenças entre os profissionais.

Quais são as medidas preventivas que devem ser tomadas?

O controle efetivo de pragas depende de um conjunto de ações que devem ser realizadas de forma contínua. Isto é, não basta fazer apenas uma vez. Algumas atitudes devem ser diárias, outras em periodicidades maiores. Mas todas elas precisam ser frequentes e regulares para garantir máxima eficiência.

Confira, a seguir, as principais medidas preventivas que o seu restaurante deve seguir

Limpeza da cozinha

A cozinha industrial é um ambiente bastante propício para a proliferação de pragas em geral. Por isso, é essencial ter bastante cuidado com a limpeza do local. Afinal, qualquer sujeira pode servir de alimento para elas.

Portanto, é preciso adotar uma rotina de limpeza constante. Todos os utensílios devem ser lavados e guardados logo que forem usados para evitar o acúmulo de vasilhas sujas. Outra prática importante é manter a bancada sempre limpa e higienizada. Dessa maneira, aqui vale a máxima de “sujou, lavou!”.

Também é muito comum cair migalhas e água pelo chão da cozinha. Portanto, é recomendado que um profissional fique responsável por mantê-lo limpo e seco. Além de ajudar na higiene do local, essa prática ainda contribui na prevenção de acidentes.

Higienização dos alimentos

Ao longo do caminho do campo até a cozinha, os alimentos são expostos a diversos tipos de impurezas. Por isso, eles precisam ser limpos e higienizados antes do preparo dos pratos que serão servidos. Mesmo aqueles vegetais que serão descascados precisam ser lavados em água corrente.

Cada tipo requer um cuidado diferente. Alguns devem ficar imersos por um tempo em uma solução de água e vinagre, outros precisam ter a casca esfregada. O importante é garantir que nenhum deles se contamine.

Armazenamento dos alimentos

É fundamental ter cuidados especiais no armazenamento de alimentos. Além de manter o local sempre limpo, seco e organizado, é preciso seguir as orientações específicas de cada fabricante. Portanto, tenha bastante atenção quanto à regulagem dos freezers e com a ventilação do depósito onde fica o estoque.

Alimentos estragados ou mal acondicionados atraem todo tipo de pragas, desde ratos e baratas até escorpiões. Além disso, existe o fator financeiro, já que esses produtos deverão ser descartados, gerando desperdícios e, consequentemente, prejuízos.

Manutenção periódica dos equipamentos

manutenção periódica de equipamentos contribui consideravelmente no controle de pragas em um restaurante. Alguns tipos deles têm peças e componentes que podem acumular resíduos com o passar do tempo. Nem sempre a limpeza diária consegue alcançar esses locais.

Desse modo, é preciso contar com a ajuda de profissionais para fazer a higienização periódica desses equipamentos. Uma empresa qualificada para tal saberá desmontar e montar todas as peças necessárias para garantir que o equipamento fique limpo e em perfeitas condições de uso.

Além da limpeza, essa prática ajuda a prolongar o tempo de vida útil do maquinário. Ou seja, você consegue reduzir o valor gasto com a compra de novos equipamentos e ainda diminui os riscos de que algum deles pare de funcionar em pleno horário de pico.

Dedetização periódica

Mesmo tomando todos os cuidados com a limpeza e a higienização do local, as pragas podem surgir. Por isso, periodicamente é preciso realizar uma intervenção com a ajuda de produtos químicos. A dedetização é fundamental para eliminar os riscos de uma infestação de pragas. Porém, ela só deve ser realizada por uma empresa especializada.

Esse tipo de prestadora de serviços tem o conhecimento e a experiência necessários para que os animais indesejados sejam eliminados de forma eficiente. Além disso, ela garante que o uso das substâncias no local não contamine os alimentos. Afinal, esses produtos são nocivos à saúde.

Tornando esses cuidados com uma rotina, seu restaurante nunca terá problemas com o controle de pragas. Assim, você poderá garantir mais qualidade aos preparos oferecidos e mais segurança alimentar em seu restaurante.

Se você gostou deste texto, aproveite para se aprofundar um pouco mais em seu conhecimento e veja como fazer a higienização de hortifrúti segundo a ANVISA.

 

 

Deixe um comentário