Os clientes estão sempre em busca dos melhores preços, principalmente em supermercados. Alterações temporárias de preço em determinados itens podem proporcionar alguns benefícios interessantes.

Entretanto, surge uma questão relevante: afinal, como calcular desconto que não afete a lucratividade do negócio?

Pensando nesse problema enfrentado por tantos empresários, criamos este post para ajudar a esclarecer alguns pontos importantes na composição de preços promocionais. Portanto, preste bastante atenção e confira como oferecer preços atrativos para seus clientes sem ter prejuízos!

Por que dar descontos aos clientes de supermercado?

A prática de descontos é bastante antiga e segue apresentando excelentes resultados. Eles são uma ótima forma de oferecer um atrativo para seus clientes e, ao mesmo tempo, criar um senso de urgência. Além disso, essa prática promove diversos benefícios, dentre os quais vamos destacar os principais nos tópicos a seguir. Confira!

Ajuda a fidelizar os clientes

Oferecer descontos fará com que eles percebam uma vantagem do seu preço frente ao preço praticado nos demais supermercados. Conforme você for renovando as ofertas de desconto, eles identificarão essa prática como uma característica do negócio tornando-se, assim, clientes fiéis.

A fidelização de clientes é uma das principais metas que o seu supermercado deve almejar: esse tipo de cliente compra constantemente em seu estabelecimento, é um excelente promotor da sua marca e, como consequência, deixa de comprar nos supermercados concorrentes.

Aumenta o ticket médio

O ticket médio é o valor que cada cliente gasta em média em seu supermercado a cada visita. Quando você oferece um desconto em algum produto, os clientes tendem a comprar mais para aproveitar as vantagens no preço, incluindo itens que eles não tinham a intenção de levar inicialmente.

Em outro tipo de situação bastante comum, o cliente vai até o seu supermercado em busca dos produtos por causa dos descontos. Porém, ao chegar, ele acaba adquirindo outros produtos apenas para aproveitar “a viagem”. Essa prática também aumenta o valor médio de compra.

Atrai novos clientes

Existe um tipo de cliente cujo critério para a escolha de onde ele comprará o produto que está precisando é, unicamente, o preço. Ao oferecer um desconto, você estará atraindo esse público  caso eles ainda não conheçam seu supermercado, essa é uma ótima oportunidade!

Porém, esse não será o único público que pode conhecer seu estabelecimento por causa de um desconto. Saiba que qualquer pessoa pode ser impactada por uma propaganda, um flyer ou uma postagem nas redes sociais sobre os seus descontos e resolver conferir de perto. Uma vez que elas comprem algo e conheçam seu supermercado, cabe a você fidelizá-las.

Como garantir que os descontos não trarão prejuízos?

Como vimos, oferecer descontos pode trazer uma série de benefícios, mas também pode trazer prejuízos e problemas se não forem pensados com critério.

Para ajudar você a fazer uma definição correta dos descontos, listamos abaixo os pontos que precisam ser avaliados primeiro. Acompanhe!

Mantenha uma margem de lucro

É essencial ter, na ponta do lápis, a composição do preço de cada produto vendido em seu supermercado. Esses dados são fundamentais para saber qual é a sua margem de lucro total e, assim, determinar o quanto dela você está disposto a abrir mão para oferecer o desconto aos seus clientes.

Sem saber o lucro real dos produtos, o preço final — depois de aplicado o desconto  pode não ser suficiente para cobrir todos os seus custos. Desta forma, mesmo que você venda muito mais unidades do produto e seus clientes fiquem bastante satisfeitos, não será um negócio vantajoso.

Considere o fluxo de caixa

É importante manter o fluxo de caixa equilibrado, independente de promoções, descontos e qualquer outra alteração na composição dos preços normais dos produtos. É preciso garantir que haja dinheiro suficiente para pagar fornecedores, funcionários e demais despesas ao longo do mês.

Por isso, uma boa estratégia é deixar para aplicar os descontos em um momento em que seja necessário obter recursos de forma mais imediata. Com o aumento no volume de vendas de um determinado produto, você pode pagar alguma despesa inesperada, como a manutenção de um equipamento que tenha apresentado problema, por exemplo.

Escolha os produtos certos

A escolha dos produtos que terão o desconto aplicado influencia diretamente nos resultados esperados. Uma dica importante: verifique como está o estoque! Itens que estiverem com pouca saída são ótimos candidatos. Produtos que estiverem com o prazo de validade mais próximo também entram nessa lista.

De acordo com a situação apurada em estoque, você determina o tipo de desconto que vai aplicar. Por exemplo, se tiver muita maionese de uma determinada marca, você pode oferecer um desconto para a compra da segunda unidade. Agora, se você perceber que além da maionese também tem bastante ketchup, você pode dar um desconto na compra dos dois produtos juntos.

Determine um prazo

Os descontos devem ter um início e um fim muito bem determinados. Se o desconto não tem uma data limite para terminar, os clientes entenderão aquele como o preço real do produto. Isso pode trazer problemas na hora de voltar o preço ao normal  afinal, o cliente sentirá que o preço aumentou e não que ele voltou ao que era originalmente.

Por isso, deixe bem claro para seus clientes até quando os descontos serão válidos e certifique-se de que esses prazos serão cumpridos: além de diminuir as reclamações ao fim do desconto, você ainda cria um senso de urgência mais apurado neles.

Isso faz com que eles queiram comprar enquanto o preço está mais baixo, aumentando o volume de vendas dos produtos!

Como calcular desconto?

Agora que você já sabe tudo o que precisa para definir bons descontos para seus clientes, vamos à parte mais prática: o cálculo. Ele é bem simples, basta observar os pontos que destacamos anteriormente para garantir que todos os fatores pertinentes sejam considerados na hora de fazer a conta.

Para chegar ao valor do desconto, basta aplicar o percentual desejado sobre o preço final. Antes de “bater o martelo”, certifique-se de que esse percentual não está maior do que a margem de lucro do produto, conforme ressaltamos em um tópico anterior. Então, basta configurar o sistema e fazer a divulgação.

Como vimos, fazer uma redução temporária dos preços dos seus produtos pode trazer muitos benefícios para o seu supermercado. Basta tomar os devidos cuidados e seguir as orientações deste post.

Agora que você aprendeu como calcular desconto, saiba mais sobre a experiência do cliente e como esse conhecimento pode ajudar a conquistá-lo!

Powered by Rock Convert