Você quer montar uma cozinha industrial pequena para abrir um negócio do ramo alimentício? Pode parecer difícil, mas não é! Basta seguir nossas dicas para fazer isso da melhor forma possível, escolhendo os equipamentos corretos e utilizando o espaço de uma maneira funcional.

Por que montar uma cozinha industrial?

Tornar-se um empreendedor faz parte da meta de milhares de brasileiros que buscam uma independência financeira. Como bem sabemos, os negócios no ramo alimentício estão em alta no mercado, mostrando-se como ótima oportunidade de investimento para alcançar o objetivo de se tornar um empreendedor de sucesso.

O surgimento de aplicativos de delivery trouxe aos donos de restaurante uma possibilidade de vender mais e ampliar seu negócio. Mais do que isso, vem estimulando pequenos empreendedores a abrirem um pequeno restaurante exclusivamente para vendas por app.

Mas os pequenos investidores não precisam necessariamente se cadastrar nesses aplicativos para vender por entrega. Ainda é possível vender marmitex, lanches, salgados e doces, por exemplo, pela internet, utilizando redes sociais.

Para os clássicos, é ainda possível contar por pedidos por ligação. Nesse caso, é essencial ter uma boa estratégia de marketing para tornar o pequeno restaurante conhecido.

Esses pequenos investidores, normalmente, começam a expandir seu negócio em casa, montando uma pequena cozinha industrial improvisada.

Se é o seu caso, acompanhe a leitura. Neste post, trouxemos dicas importantes para você montar sua cozinha industrial compacta e, assim, alcançar lucros exponenciais.

Vamos lá?

Dicas para montar uma pequena cozinha industrial

Antes de fazer qualquer tipo de investimento, é fundamental estudar as melhores formas, analisar e colocar em prática. No ramo alimentício, também é assim: o planejamento evita gastos extras e garante que todas as necessidades do negócio sejam atendidas. Veja algumas dicas práticas:

Utilize seu espaço de maneira funcional

Quem monta uma cozinha industrial em casa, geralmente escolhe um cômodo já existente que esteja disponível ou cria um novo espaço dedicado ao preparo dos alimentos.

Seja qual for o seu caso, é importante contar com a ajuda de um profissional para organizar o layout da cozinha: um engenheiro de alimentos ou arquiteto é capaz de decidir com propriedade qual a melhor disposição dos móveis e equipamentos.

Para os que preferem fazer por conta própria, é imprescindível tomar como base alguns cuidados especiais, como:

– Dispor os móveis, equipamentos e acessórios de acordo com suas alturas;
– Manter o lixo longe do espaço no qual as refeições serão preparadas, assim como os produtos de limpeza;
– Deixa os utensílios e acessórios em lugares de fácil acesso, para tê-los sempre à mão;
– Manter os equipamentos quentes (fogão, forno, máquinas de produção) separados dos frios (freezers e refrigeradores);
– Invista em uma coifa de qualidade, para que fumaça, mau cheiro e outros elementos no ar sejam exauridos.

Siga as regras da Vigilância Sanitária

A Vigilância Sanitária exige que você cumpra algumas regras, caso queira abrir um estabelecimento comercial. Essas regras são relacionadas à higiene, e envolvem tanto a estrutura quanto a forma de preparar e armazenar os alimentos.

– Estrutura do restaurante

Ter uma boa estrutura é importantíssimo para ter um restaurante de qualidade. O piso deve ser antiderrapante, de material liso, cor clara, lavável, resistente e impermeável; As paredes, por sua vez, devem ser azulejadas, terem cores claras e acabamento liso, e serem laváveis. O forro, portas e janelas também precisam seguir essas regras: cores claras, impermeáveis e lisos.

Em relação às aberturas, elas precisam ter proteção para isolar a cozinha de insetos e roedores, e evitar que o sol estrague os alimentos.

– Armazenamento de alimentos e preparação

As regras de armazenamento evitam contaminação, deterioração ou perda nutricional dos alimentos. A temperatura indicada para guardar o alimento depende do tipo de armazenamento.

Para os congelados, a temperatura ideal é igual ou menor que -18º C; Para os refrigerados, de 0º a 10º C, e, para os armazenados em temperatura ambiente, em torno de 26º C.

A organização da geladeira deve ser configurada de acordo com os tipos do produto: legumes, verduras e laticínios devem estar separados dos outros tipos de agrupamentos de alimentos.

Na parte mais alta da geladeira ficam os alimentos prontos para consumo; no meio, aqueles pré-preparados, e, em baixo, os alimentos in natura, como verduras e legumes.

Invista nos equipamentos certos

As principais características de uma cozinha industrial é a utilização de equipamentos direcionados a tal fim. Investir em um maquinário de qualidade traz muitas vantagens, como diminuição de tempo, trabalho e otimização de produção e da qualidade dos alimentos. Ou seja, tudo isso direciona para uma lucratividade maior.

Veja os equipamentos industriais essenciais para sua cozinha:

Fogão industrial: normalmente, um fogão de duas bocas é o suficiente para um restaurante desse tipo, mas, se for possível, invista em um fogão de 4 bocas. Nunca se sabe até quanto o restaurante vai expandir, não é mesmo?

Liquidificador comercial: para triturar alimentos, preparar molhos, massas, sobremesas, por exemplo, você precisará de um liquidificador comercial, que tenha potência e grande capacidade de volume.

Fritadeira: se você incluir no menu pratos como batata frita, frango frito ou salgados fritos, por exemplo, será necessário uma fritadeira. Existem como opções a elétrica e a gás .

Refrigerador/freezer: esse item é um dos mais essenciais, pois mantém os alimentos conservados e com qualidade. Invista em uma opção de boa procedência.

Forno: apostar em um forno desenvolvido para restaurante garante a você a preparação de alimentos assadas de uma maneira muito mais prática e precisa, que faz muita diferença no resultado final do prato – tanto em questão do sabor quanto da textura e ponto de cozimento.

Mesa de preparo: é onde você vai picar, fatiar, descascar, cortar os alimentos. Aposte em uma mesa de inox: é higiênica e muito resistente.

Pia: a pia é essencial para manter a higiene e o funcionamento adequado na cozinha industrial.

Exaustor: como tratado anteriormente, o exaustor é muito eficiente para exaurir a fumaça e o cheiro ocasionados pelo preparo dos alimentos.

E aí, sabe onde comprar os melhores itens para cozinha industrial?

Nossa última dica é: confira o site da Castellmaq! Lá, você encontra todos os equipamentos mencionados aqui e muito mais. Oferecemos máquinas de qualidade para o seu restaurante, assim, seu trabalho será otimizado e os lucros, satisfatórios.

Se este artigo foi útil para você, dê uma olhadinha em nosso blog para ter acesso a diversos artigos cheios de dicas e informações!

banner equipamentos castellmaq