Você é dono de restaurante e precisa aliar qualidade, praticidade e economia em suas massas? Então, achou o post certo.

Entender como fazer massas fresquinhas, com gostinho caseiro e a partir de uma receita que lembre a vovó, mesmo sendo feita em grandes proporções, vai além de somente ter bons ingredientes.

Massas como Penne, capeletti e ravioli fazem parte do nosso famoso macarrão de todos os dias, que possui inúmeras formas e tamanhos. Esse pedacinho da Itália no nosso país tem espaço garantido nos restaurantes.

Atualmente, contamos com algumas facilidades na hora de preparar a massa, e uma delas é o cilindro elétrico. Neste post, daremos a você algumas dicas de como fazer uma massa deliciosa de forma prática, além de demonstrarmos os benefícios desse instrumento para o seu restaurante. Confira:

Separe os ingredientes

Todo processo começa pela organização e separação de materiais, e na cozinha não é diferente.

Quem nunca ouviu falar em “mise in place”? Essa expressão de origem francesa, que se pronúncia “miz an plas”, se refere a organização inicial que todo preparo de um bom prato necessita. Acompanhe:

  • separe todos os ingredientes que você usará na massa;

  • verifique, principalmente, a qualidade dos ovos – faça o famoso teste do copo d’água –;

  • selecione a farinha e semolina;

  • reserve e organize todas as ferramentas que você vai usar para o preparo, como talheres, tabuleiros e tábuas;

  • faça um checklist de tudo que você deve ter em mãos para iniciar o preparo.

Misture os ingredientes

Após separar e organizar os itens necessários, é o momento de colocar a mão na massa, literalmente!

A farinha de trigo é rica em glúten, por isso, quanto mais sovada a massa for, e quanto maior a quantidade de proteínas e água forem misturadas a ela, mais dura e pegajosa será.

Ou seja, você não precisará ficar muito tempo trabalhando a massa, e caso opte por usar uma batedeira, o seu processo ficara ainda mais rápido. Veja:

  • é recomendado misturar primeiro somente os ingredientes considerados secos (farinha, semolina e sal) e depois juntá-los aos ovos;

  • para massas tradicionais, use a semolina em maiores proporções em relação a farinha de trigo. Mas se você deseja que sua receita fique mais macia, opte apenas pelo trigo;

  • para não errar na quantidade e gerar desperdícios, o ideal é usar 1 litro de água para cada 100g de massa. Mas, geralmente, a medida para cada pessoa é de 80g;

  • não dê bobeira! Evite estragar a sua massa e quebre os ovos em tigelas separadas, e só depois juntar ao restante dos componentes. Assim você não perde toda uma massa devido a um ovo estragado;

  • misture em movimentos circulares e trabalhe todos os ingredientes até atingir o ponto ideal: uma massa bem lisinha e homogênea.

Abra e corte a massa

Já ouviu o ditado “a pressa é inimiga da perfeição”? Pois é, ele se aplica também no caso do preparo das massas: antes de abrir e cortá-la, deixe-a descansando.

Como fazer isso? Quando atingir o ponto certo, enrole-a em plástico filme e deixe a massa descansar em temperatura ambiente de 20 a 30 minutos. Dado essa pausa, aí sim você poderá partir para a etapa de abrir e cortar.

Lembre-se: bancadas de mármore e granito conservam a temperatura e evitam que a massa grude.

  • normalmente, são usados rolos de madeira ou plástico para abrir a massa. Estique-a bastante até atingir a espessura ideal de aproximadamente 2 centímetros;

  • procure enfarinhar constantemente a superfície usada. Caso a massa comece a grudar no rolo, basta jogar pequenas quantidades de farinha por cima dela;

  • depois de abrir a massa, corte-a em pequenas fatias de aproximadamente 0,5 centímetros, sempre soltando um fio do outro para evitar de colarem;

  • agora você pode optar pela secagem da massa. Apesar de ser opcional, essa etapa auxilia a conservá-la por mais tempo, principalmente quando feita em grandes quantidades.

Alie praticidade e economia

Mostramos para você uma maneira de como fazer massas da forma que tradicionalmente é feita. Mas, se você precisa produzir um volume grande de massas em pouco tempo e ainda economizar nos ingredientes, opte pelo cilindro elétrico.

Vamos mostrar o porquê de o cilindro ter se tornado um equipamento indispensável nos restaurantes e como ele pode ajudar você. Acompanhe!

Diminui o esforço físico do trabalho

Mesmo com uma massa muito bem sovada e feita com ingredientes de primeira qualidade, você terá muita dificuldade em abri-la com o rolo. Isso acontece principalmente por que esse tipo de massa tem uma textura muito firme.

Já com o cilindro elétrico você não fará esforços, uma vez que ele fará todo o trabalho pesado..

Usado para várias espessuras

Você precisa fazer massa para lasanha ou um espaguete? Não importa qual espessura tenha que fazer. O cilindro permite que você ajuste as dimensões que deseja e, assim, não havendo a possibilidade de fazer massas desiguais e fora de padrão.

Aumenta a qualidade das massas

O resultado de um prato depende muito de como ele foi processado desde a separação dos ingredientes até o momento da montagem final. Com isso, a maneira de abrir a massa também tem grande importância na qualidade do seu prato.

Se você não abre corretamente e assimetricamente, terá problemas até no cozimento. A massa correrá o risco de não cozinhar por igual, já que uma parte da massa ficará mais grosa e mais densa que outras. Alterando totalmente o seu resultado.

Otimiza o processo de produção

Tente imaginar quanto tempo você gastará para abrir e cortar fio por fio, pedaço por pedaço de uma massa.

Para diminuir esse tempo e otimizar a sua produção o cilindro elétrico também te salva! Com ele, você consegue trabalhar até 2 quilos de massa por vez. Como ele é usado também para cortar a massa, você poupará ainda mais tempo.

Ele faz em segundos o que você demoraria uma eternidade para produzir.

Aumenta o lucro da empresa

Sabia que o cilindro pode melhorar até mesmo a lucratividade da sua empresa? Como dito anteriormente, o cilindro evita a perda de massa devido a cortes desiguais e ainda reduz consideravelmente o tempo da preparação. Além de melhorar a qualidade da massa.

Como resultado de tudo isso, o seu restaurante conseguirá produzir uma grande quantidade de massas e produtos relacionados a ela, aumentando as suas vendas.

Quer um exemplo prático? Se, manualmente, você consegue preparar em média de 10 pratos por hora, por exemplo, com o cilindro elétrico essa quantidade será triplicada.

Viu como fazer massas em grandes quantidades pode ser aliado a qualidade e praticidade? Assim, você terá menos trabalho e um prato com gostinho de casa.

Precisa de ajuda para escolher o cilindro elétrico ideal para o seu bolso e o seu negócio? Confira aqui a nossa opção para você!

Powered by Rock Convert